Pedágio fica 7,7% mais caro em trecho da BR-101 a partir de quarta

A partir da zero hora do dia 2, a tarifa básica para automóveis passará de R$ 2,60 para R$ 2,80, informou a ANTT

SÃO PAULO – Os pedágios cobrados na BR-101, no trecho da divisa entre Rio de Janeiro e Espírito Santo – Ponte Presidente Costa e Silva, ficam 7,69% mais caros a partir da zero hora desta quarta-feira (2).

O aumento passa a valer nos cinco pontos de pedágio do trecho: Campos de Goytacazes, Conceição de Macabu, Casemiro de Abreu, Rio Bonito e São Gonçalo. A tarifa básica, para automóveis, sobe de R$ 2,60 para R$ 2,80. Já para as motos o pedágio foi para R$ 1,40. 

Os reajustes estão previstos no contrato de concessão assinado entre a Autopista Fluminense, concessionária que administra a rodovia, e a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). 

Novos valores
Com o reajuste, caminhões leves pagam R$ 5,60. Confira na tabela a seguir como ficarão as tarifas:

Reajuste das tarifas de pedágio 
 Tipo de veículo  Nova tarifa 
Automóvel, caminhonete e furgão R$ 2,80
Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão R$ 5,60
Automóvel com semirreboque e caminhoneta com semirreboque R$ 4,20
Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semirreboque R$ 8,40
Automóvel com reboque e caminhoneta com reboque R$ 5,60
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque 4 eixos R$ 11,20
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque 5 eixos R$ 14
Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque 6 eixosR$ 16,80
Motocicletas, motonetas e bicicletas a motor R$ 1,40