Passageiro deve ficar atento às alterações nas tarifas de táxi em SP

A partir da quarta-feira, todos os taxistas da cidade de São Paulo terão de levar seus veículos para vistorias

SÃO PAULO – O passageiro que pegar táxi nesta semana já poderá identificar se o veículo conta com o valor da nova tarifa e se já passou por inspeção obrigatória.

A partir da quarta-feira (19), todos os taxistas da cidade de São Paulo terão de levar seus veículos até o autódromo de Interlagos para vistorias nos taxímetros.

A medida faz parte de ação coordenada pelo Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) e vai ao encontro do aumento das tarifas determinado pela Prefeitura de São Paulo, que entrou em vigor no sábado (15). O processo está previsto para terminar em 3 de março.

De acordo com o instituto, o consumidor deve observar: lacre amarelo, que impede o acesso à regulagem do aparelho, e selo do Inmetro com a frase “verificado até 2012”. O novo valor da bandeirada deve estar registrado no início da corrida.

Além disso, os automóveis não devem utilizar mais a tabela afixada. Os carros terão etiqueta adesiva do Ipem-SP com a frase: Taxímetro verificado, proibido uso da tabela.

“O consumidor deve se manter alerta e, se for o caso, denunciar ao Departamento de Transportes Públicos, autoridade de trânsito em São Paulo”, afirma o superintendente do Ipem-SP, Fabiano Marques de Paula.

Táxis
De acordo com Ipem, os motoristas devem levar os contadores em uma das 32 oficinas cadastradas pelo instituto, cujos endereços estão disponíveis no site http://www.ipem.sp.gov.br/3emp/oficinas_taxi.asp?vpro=35.

Após esse processo, os taxistas devem fazer o agendamento on-line para a verificação e lacre do instrumento de medição no site. São esperados 33 mil veículos.

“Fizemos parceria com a prefeitura de São Paulo e, pela primeira vez, vamos fazer as verificações na pista de Interlagos, onde haverá infraestrutura suficiente para atender mil carros por dia, sem transtornos ao taxista, ao cidadão e à cidade. Com o apoio da Polícia Militar também garantimos segurança no local”, diz Marques.

PUBLICIDADE

A decisão foi divulgada na publicação, na quinta-feira (13/1), da Portaria 021/2011, no Diário Oficial do Estado de São Paulo.