Para 35%, a escolha do banco é determinada pelo empregador, revela Ipea

Já para outros 17,5% dos brasileiros, o motivo para escolher o banco está relacionado com a tradição familiar

SÃO PAULO – Para 35,3% dos brasileiros, a escolha do banco para depositar seus rendimentos é uma decisão da empresa em que atuam. É o que revela um estudo divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) nesta terça-feira (11).

Para outros 17,5%, o motivo para escolher o banco está relacionado com a tradição familiar. Em seguida, aparecem a confiança no banco (17,2%) e a proximidade com a residência ou trabalho do cliente (14,4%). Já 12,1% apontaram outras razões.

Apenas 2,5% dos entrevistados disseram que a instituição financeira onde tinham conta era a única opção, pois não existia outro banco na região.

Por região
Os dados indicam também que a motivação pela escolha do banco tem caraterísticas regionais bem definidas, com exceção da escolha por parte da empresa, que lidera os motivos em todas as localidades.

No Sul, a tradição no relacionamento com o banco tem muita relevância, sendo que a resposta foi dada por 31,4%, quase o dobro do índice nacional, enquanto no Norte há menos influência desse fator sobre a decisão de escolha (7,9%).

A confiança no banco como fator decisivo para escolha tem mais importância nas regiões menos desenvolvidas economicamente: Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com 20,6%, 29,4% e 28,1% das citações, respectivamente.

Ainda segundo o Ipea, nas regiões Sudeste e Sul, mais desenvolvidas, o fator de confiança tem influência reduzida na decisão, em comparação aos outros motivos, com 10,3% e 10,1% das respostas, nesta ordem.

A localização do banco tem peso destacado como fator decisivo de escolha na região Sudeste (21,7%) e a falta de alternativas, na região Norte (6,1%).

Outros fatores
Na análise entre os sexos, o estudo aponta que homens e mulheres têm razões diferentes para escolher o banco, sendo que o primeiro recebe mais influência da empresa em que trabalha. Para as mulheres, o motivo principal é a proximidade do banco.

PUBLICIDADE

Além disso, a escolha do banco pela empresa tem mais influência na faixa etária entre 25 e 44 anos. Essa opção tem relação direta com o maior nível de escolaridade e também com a renda, pelo menos de quem ganha até 20 salários mínimos.

Função do banco
Para 93,8% dos entrevistados, a movimentação da conta bancária é a operação mais realizada. O tempo gasto para realizar esta operação é considerado muito satisfatório ou satisfatória por 78,8% dos respondentes. Já outros 20,1% consideraram muito insatisfatório ou insatisfatório.