Número de CDs piratas apreendidos chega a 1,6 milhão em 2010

O número de apreensões cresceu 42% em relação a 2009, enquanto o de operações aumentou 10%, mostra balanço da Abes e ESA

SÃO PAULO – Um total de 1,6 milhão de CDs piratas foram apreendidos em 2010, em 730 ações realizadas nos principais centros comerciais do Brasil, segundo dados divulgados pela Abes (Associação Brasileira das Empresas de Software) e pela ESA (Entertainment Software Association) nesta segunda-feira (10).

O número de operações cresceu 10% em relação ao ano de 2009, enquanto o de apreensões subiu 42%. São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu foram as regiões onde foram encontrados os maiores números de mídias retiradas de circulação.

“Ao longo do ano, pudemos acompanhar o trabalho realizado por todas as esferas da polícia e, sem dúvida, temos percebido que o crime de pirataria tem sido tratado com atenção extra”, afirmou o coordenador do Grupo de Defesa da Propriedade Intelectual da Abes, Antônio Eduardo Mendes da Silva.

Internet
Ainda de acordo com os dados, no ano passado, 345 sites que vendiam produtos falsificados foram tirados do ar, número 10% maior que o registrado em 2009. Além dos sites, saíram do ar 17,7 mil anúncios.

“Esse é um trabalho constante que temos desenvolvido ao longo dos últimos anos e que vem sendo ampliado. Além de parcerias com importantes sites de leilão, em 2010 também participamos de uma série de reuniões promovidas pelo Ministério da Cultura, que visa a estudar um modelo adequado de regulamentação do uso da internet no País”, afirmou, Mendes da Silva.