Tecnologia

Nokia lança smartphone com câmera de 41 MP a R$ 1.999; vale a pena?

Qualidade da imagem é realmente superior, mas sistema operacional fica muito atrás da concorrência

Por  Viviam Klanfer Nunes

SÃO PAULO – Em alguns dias, a Nokia começa a vender seu mais novo produto, o Nokia 808 Pure View, que chama bastante atenção por sua câmera com sensor de 41 MP (megapixels). Embora a qualidade das fotos tiradas com o aparelho seja realmente superior ao que existe atualmente no mercado, como avaliar se a aquisição desse produto realmente vale a pena?

Para o professor do Instituto Mauá de Tecnologia, Ricardo Roverso, o lançamento está muito mais para uma câmera que vem junto com um celular do que o inverso. “Tudo nele foi feito pensando em ter uma grande qualidade de imagem”, diz. Entretanto, o produto é um smartphone e, portanto, deve ser comparado com os demais smartphones existentes no mercado.

Imagem superior
Considerando o aspecto de imagem, o Nokia Pure View realmente é uma referência. Comparando com um iPhone, por exemplo, a diferença é bastante grande, já que os dispositivos da Apple só oferecem produtos com câmeras de até 8 MP. Mas é interessante lembrar que, na prática, a foto que é gerada só chega a 38 MP, por conta do formato que a imagem é transformada.

A grande vantagem desse modelo é realmente a nitidez. Na prática, quem quer tirar fotos e depois transformá-las em pôsters, ou ampliá-la muito a imagem não vai ficar borrada. “Você vai ter muito mais detalhe do que em qualquer outro aparelho”, diz o professor. No entanto, essa qualidade tem um preço. As imagens serão muito mais pesadas, “a foto vai ficar com 11 Mb (megabyte) a 15 Mb”, lembra Roverso.

Além disso, você tem que entender uma pouco mais de fotografia para fazer as regulagens necessárias. É realmente um produto para quem aprecia fotografia e não que simplesmente tira fotos por tirar.

Sistema operacional
Mas outros pontos devem ser levados em consideração, pois o preço do dispositivo é relativamente elevado. Segundo a Nokia, será comercializado por R$ 1.999,00. O sistema operacional é um item que pode ajudar a definir sua decisão. É preciso lembrar que o produto trabalha com o Symbian, um sistema bastante diferente do IOS, da Apple e o Android, do Samsung.

O sistema operacional desse aparelho é uma versão nova do Symbiam tradicional, o Symbian Belle, que, segundo o professor, está bastante atrás dos demais (Android ou IOS). “É inferior não só por ele mesmo, mas por todo o ecossistema que existe entorno desses dispositivos”, avalia Roverso.

Isso quer dizer que não há um grande número de aplicativos para esse modelo, ao contrário do que acontece com o IOS e o Android. Quem gosta de usar a internet em sua plenitude, acessando as redes sociais como Twitter e Facebook, terá bastante dificuldade.

De forma geral, como um smartphone, o produto é bastante inferior aos demais produtos oferecidos pelo mercado. Pensando na parte da câmera, não é possível negar que realmente existe uma revolução ai. “A Nokia está colocando uma nova referência no quesito câmera em celular”, reconhece o professor.

No entanto, mesmo quem gosta de imagem e valoriza a qualidade, não se tira fotos com tal resolução com tanta frequência. Isso, inclusive, gera muito trabalho para guardar e manter isso no seu computador, por exemplo. O peso da foto torna sua manipulação nos meios eletrônicos bem pouco prática. Imagine manipular fotos com 15 MB. “Você pode querer tirar dos momentos mais importantes, mas as fotos que tira por ai, não faz sentido ser com tanta qualidade”.

Compartilhe