Algoritmos

Mudanças do YouTube em conteúdo infantil preocupam produtores

O entretenimento para crianças tem grande presença no YouTube, o braço de compartilhamento de vídeos na internet do Google. Também é muito polêmico

arrow_forwardMais sobre

(Bloomberg) — No início de julho, o YouTube fez uma mudança significativa em seu software para reforçar o que considera conteúdo infantil de “qualidade”, enviando ondas de tráfego para determinados produtores de vídeo e enterrando outros canais.

A mudança coincide com a tentativa da empresa de convencer pais de que seu serviço é seguro para crianças e também reguladores, de que não está violando a lei.

A atualização imediatamente alarmou muitos produtores de conteúdo do YouTube, que já consideram que seu sustento está sujeito aos caprichos de algoritmos misteriosos.

PUBLICIDADE

O entretenimento para crianças tem grande presença no YouTube, o braço de compartilhamento de vídeos na internet do Google. Também é muito polêmico.

Como o YouTube permite que as pessoas publiquem clipes com poucas limitações, a plataforma tem enfrentado fortes críticas por disponibilizar imagens impróprias e perturbadoras para crianças. Em resposta, nos últimos anos o YouTube fez duas mudanças significativas.

Em 2017, a plataforma removeu dezenas de canais de vídeos de conteúdo violento e sexual mostrando crianças ou desenhos animados e, no início do ano, bloqueou a possibilidade de os usuários comentarem vídeos estrelados por crianças após uma polêmica de que os comentários seriam usados para identificar meninas que poderiam ser consideradas sexualmente atraentes.

Os algoritmos de software do YouTube determinam como os vídeos são inseridos nos resultados de pesquisa e recomendações de visualização e, portanto, a empresa faz segredo sobre esse mecanismo.

Milhares de produtores de vídeos contam com o sistema camuflado do YouTube para alcançar seu público-alvo e ganhar dinheiro com publicidade. Muitos ajustes no software são rotineiros, mas a última mudança se destacou.

“Na maioria das vezes, nem percebemos isso”, disse Melissa Hunter, da Family Video Network, uma consultoria e rede multicanal do YouTube. “O que quer que tenha sido alterado há cerca de uma semana e meia, foi muito perceptível.”

PUBLICIDADE

O YouTube confirmou a atualização recente do software, mas não quis detalhar os motivos por trás disso.

“Fazemos centenas de mudanças todos os anos para facilitar a busca do que as pessoas querem assistir no YouTube”, disse Ivy Choi, porta-voz da empresa, em comunicado. “Recentemente, fizemos uma alteração que melhora a capacidade de os usuários encontrarem conteúdo de qualidade para a família.”

Desde a mudança, alguns vídeos voltados para crianças em idade pré-escolar mostraram uma queda abrupta no tráfego, enquanto outros focados em uma faixa etária semelhante tiveram um grande pico, disse Hunter.

Quando a mudança foi feita, a empresa não comunicou a alteração, de acordo com Hunter e outros produtores do YouTube. Os espectadores não retornaram.

Um produtor do YouTube publicou um gráfico em 13 de julho, em um grupo privado do Facebook, mostrando uma queda de 98% no tráfego de visualização em três dias. “É hora de parar de criar conteúdo infantil?”, dizia a mensagem.

Invista para garantir o futuro dos seus filhos: abra uma conta gratuita na XP!