Mudanças

Moradores de Nova York e Londres debandam para cidades menores

Enquanto negócios envolvendo escritórios na parte sul de Manhattan desabaram 30%, a atividade no sul do estado vizinho de Connecticut aumentou mais de 40%

57th street nova york central park 111 West 57th
(Divulgação)
Aprenda a investir na bolsa

Companhias do setor imobiliário notam claras evidências de que nova-iorquinos e londrinos estão abandonando bairros centrais em favor de cidades mais afastadas, após a pandemia transformar a maneira como vivem e trabalham.

A IWG, que opera escritórios com a marca Regus em todo o mundo, notou uma “forte recuperação da demanda” por espaço suburbano em oposição ao espaço em cidades grandes, particularmente em lugares que dependem de transporte público, segundo comunicado distribuído nesta terça-feira.

Enquanto os negócios envolvendo escritórios na parte sul de Manhattan desabaram 30%, a atividade na região sul do estado vizinho de Connecticut aumentou mais de 40%, afirmou a IWG.

Aprenda a investir na bolsa

Do outro lado do Atlântico, a queda no lucro anual da construtora britânica Crest Nicholson pode não ser tão ruim quanto se esperava, em parte graças a projetos residenciais fora de Londres, especialmente no sul da Inglaterra, segundo uma atualização trimestral. Uma “mudança estrutural no equilíbrio entre trabalho no escritório e em casa” pesou bastante nas decisões dos clientes, afirmou.

A pandemia transformou as capitais financeiras do planeta em cidades fantasmas, inclusive porque profissionais do setor agora evitam usar transporte público. Cidades na Europa deram sinais de recuperação durante o verão no Hemisfério Norte, mas uma nova onda do coronavírus trouxe novas restrições e medidas de confinamento para a região. Nova York também está impondo mais restrições em meio ao aumento das infecções em todo o país.

Empresas de todos os tamanhos estão percebendo a tendência em favor de cidades menores, acrescentou a IWG. A companhia também nota demanda robusta por produtos que apoiam atividades de home office e trabalho remoto. Setembro foi seu melhor mês em registro para vendas desse tipo.

Tudo isso representa um fio de esperança em um ano desafiador. O lucro anual da Crest Nicholson ainda será significativamente menor do que no ano passado. Já a receita como grupo da IWG caiu mais de 10% no terceiro trimestre em comparação com um ano antes.

“O impacto da pandemia foi maior do que nós imaginávamos e continuamos no centro desta crise global”, afirmou a IWG.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.