RADAR INFOMONEY Por que o mercado "gostou" do aumento na conta de luz? Assista ao programa desta terça

Por que o mercado "gostou" do aumento na conta de luz? Assista ao programa desta terça

Luxo

Loja da Hermès na China vende US$ 2,7 milhões em um dia ao reabrir na China

A cifra indica mais uma vez uma forte retomada do mercado de luxo após queda de 80% graças à pandemia

Birkin Bag Hermès
(Kirstin Sinclair/Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma loja flagship da marca de luxo Hermès na cidade de Guangzhou, na China, somou US$ 2,7 milhões em vendas no primeiro dia de reabertura após o período de inatividade por conta do coronavírus, no sábado passado, de acordo com o site especializado no mercado de moda WWD. A quarentena na cidade acabou no último dia 8.

A cifra indica mais uma vez uma forte retomada do mercado de luxo após queda de 80% graças à pandemia. Analistas preveem um movimento forte de “gastos de vingança”, a exemplo do que ocorreu na década de 1980 no país após o período de pobreza da Revolução Cultural.

Acredita-se que o valor seja recorde para uma única loja em um dia no país. Clientes VIP publicaram compras em redes sociais do país como Weibo e Xiaohonshu.

Aprenda a investir na bolsa

Com 5.500 metros quadrados, a loja era ocupada antes pela marca Prada.

A reabertura foi marcada pela chegada de itens raros, incluindo uma bolsa Birkin cravejada de diamantes. Moradores da província de Guangdong, que tem Guanghzou como capital, correram à loja para comprar sapatos, móveis, louças e itens de couro.