IM Indica

Livro-reportagem analisa o fenômeno das novas celebridades criadas pelo TikTok

Obra analisa a rede social mais curtida (e compartilhada) do momento, que abriu a possibilidade para que qualquer um se torne uma celebridade

Por  Mariana Amaro -

“No futuro, todos terão seus 15 minutos de fama”. A frase constava no programa de uma exposição de Andy Warhol em Estocolmo, na Suécia, em 1968 e, por isso, foi atribuída a ele.

É possível que Warhol nunca tenha falado (ou escrito) a frase. Mas em um mundo de redes sociais em que Clarice Lispector e Chico Xavier são nomeados como autores de quase qualquer coisa… quem se importa?

A verdade é que os tais “15 minutos de fama” serviram como exemplo de sucesso passageiro por muito tempo. Agora, diante da instantaneidade das redes sociais, talvez o correto seja mudar a frase para 15 segundos de fama.

No TikTok, pelo menos, qualquer pessoa que disponha de uma mente criativa e um celular pode se tornar conhecido no mundo inteiro em questão de segundos para, logo depois, voltar para o anonimato.

O TikTok foi o aplicativo mais baixado no mundo inteiro no primeiro trimestre de 2022, com 175 milhões de downloads. A informação é da consultoria SensorTower.

A rede social, lançada em 2016 ainda como Musical.ly, alcança, hoje, 700 milhões de usuários mensais, mais que três vezes a população brasileira. Somente nos Estados Unidos, 50 milhões de americanos abrem o aplicativo todos os dias.

O sucesso do TikTok só não é maior que as polêmicas ao seu redor. O app chegou a ser banido da Índia e foi considerado uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos.

Mas o que fez o aplicativo se tornar alvo de disputas geopolíticas?

É a resposta para esta pergunta que o jornalista britânico Chris Stokel-Waler busca em seu mais recente livro TikTok Boom: um aplicativo viciante e a corrida chinesa pelo domínio das redes sociais.

Na obra, o jornalista descreve os bastidores da proprietária chinesa do aplicativo, a ByteDance e coleta informações inéditas que oferece ao leitor com análises sobre o fenômeno das novas celebridades criadas pela plataforma.

Para contextualizar o debate à realidade do Brasil, a versão brasileira da obra inclui nove perfis de influenciadores do país, como Pequena Lô, Vanessa Lopes, Matheus Costa e Isaías Silva.

Além da geração espontânea de celebridades, o livro analisa o que o crescimento do TikTok significa para em termos de segurança da informação, privacidade e propaganda e como isso pode mudar a forma das pessoas de consumir, fazer operações bancárias, investir ou até decidir quem pode controlar os nossos dados no futuro, pelos os próximos 15…anos.

TikTok Boom livro de Chris Stokel-Walker
(Foto: Divulgação)
Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe