Importados: em dezembro, Ford Fusion foi o modelo mais pesquisado na web

No site WebMotors, modelo ficou em primeiro lugar no ranking, com 152 mil buscas. Hyundai Tucson ficou em segundo, com 127 mil

SÃO PAULO – Em dezembro do ano passado, as vendas de veículos registraram aumento de 19,02% na comparação com novembro. Essa grande movimentação também ocorreu na internet, meio pelo qual os consumidores pesquisam sobre os modelos e condições dos veículos.

Dados da WebMotors mostram uma movimentação expressiva na procura por importados no último mês de 2010 na internet. Dentre os modelos mais procurados, estão o Ford Fusion, que registrou 152 mil buscas no período.

Na segunda colocação do ranking, ficou o Hyundai Tucson, que registrou 127 mil buscas no mês passado no site. Em seguida, aparecem o Volkswagen Passat, com 120 mil procuras, o Hyundai i30 e o Volkswagen Jetta, cujas buscas somaram 110 mil e 108 mil, respectivamente.

Na quinta colocação, aparece o Chevrolet Camara, com 92 mil procuras, seguido pela Honda CVR, com 91 mil buscas, o Chevrolet Captiva, com 89 mil acessos e o Kia Motors Sportage, cujas buscas chegaram a 85 mil.

3,3 milhões
O número de automóveis e comerciais leves emplacados em 2010 registrou crescimento de 10,6%, na comparação com 2009, segundo o relatório da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Ao todo, foram vendidos no País 3.329.170 veículos no ano passado. No ano anterior, foram comercializados 3.009.201 automóveis e comerciais leves.

Considerado todos os tipos de veículos, o País comercializou 5.444.397 unidades, na comparação com 2009, quando foram vendidas 4.842.736 – uma elevação de 12,42%.

Para 2011, a Fenabrave espera um aumento de 4,2% nas vendas de automóveis e comerciais leves neste ano. A expectativa é que se comercializem 3.468.995 unidades.

Quanto aos importados, levantamento da Abeiva ( (Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores) mostra que houve crescimento de 144,1% nas vendas, de 43.365 para 105.858 unidades. Para este ano, a alta estimada é de 57%, chegando a 165 mil carros vendidos.

PUBLICIDADE

“Embora seja muito cedo para analisar os reflexos das recentes medidas de restrição ao consumo, estamos convictos de que 2011 também será um ano excepcional ao nosso setor, tanto na categoria de carros mais luxuosos como na de veículos de entrada ou de trabalho”, afirmou o presidente da associação, José Luiz Gandini.