AO VIVO Fundador da Chili Beans fala sobre a gestão de crise da empresa na pandemia; assista

Fundador da Chili Beans fala sobre a gestão de crise da empresa na pandemia; assista

Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

Zona Leste se desenvolve e atrai moradores

Tatuapé, Mooca, Belém, Vila Carrão, Vila Prudente e Penha são alguns dos tradicionais distritos que fazem da zona leste um lugar cada vez mais cobiçado

Imóveis Zona Leste
Perspectiva artística da piscina do Exclusive Tatuapé

Com cerca de 1,5 milhão de habitantes, a Zona Leste de São Paulo é uma das regiões que mais cresce e se desenvolve na capital paulista.

Uma prova disso é o resultado de uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) que mostra que em 2019 foram aprovados 909 projetos de construções de edifícios na cidade de São Paulo, sendo que 43,6% dos alvarás estavam concentrados na Zona Leste.

O interesse das construtoras na região reflete a demanda dos consumidores que buscam imóveis para viver por lá.

PUBLICIDADE

Tatuapé, Mooca, Belém, Vila Carrão, Vila Prudente e Penha são alguns dos tradicionais distritos que fazem da região um lugar cada vez mais cobiçado.

Isso porque a região reúne inúmeros atrativos para moradores: um número significativo de empresas — que escolheram a zona leste por causa de aluguéis mais baixos —, um sistema de transporte público eficiente, além de uma vida social agitada e áreas de lazer.

O melhor de cada bairro na zona leste

Tatuapé

O bairro que começou a se desenvolver com a industrialização da Zona Leste, durante o início do século XX, se modernizou e está entre os queridinhos da região.

Antes, um bairro que era apenas dormitório, agora virou opção de quem quer morar em apartamentos maiores e com ótima infraestrutura.

O Tatuapé fica próximo aos parques Ceret (Centro Esportivo Recreativo e Educativo do Trabalhador), além do Piqueri, Ainda a região conta com dois shoppings, o Shopping Metrô Tatuapé e o Shopping Boulevard Tatuapé além do Shopping Anália Franco que também serve a região.

PUBLICIDADE

A praça Silvio Romero é um ponto de referência para quem quer jogar baralho, xadrez e dominó ou apenas dar uma volta em um espaço bastante arborizado.

O entorno da praça conta com lojas e bares.

A gastronomia também não deixa a desejar. O bairro tem várias opções de restaurantes, como pizzarias, comida portuguesa, além de várias docerias.

Belém

Outro bairro que antes era uma vila operária e que agora está entre os mais buscados por quem quer um imóvel para alugar é o Belém.

Para o lazer, os moradores podem contar com as atividades do SESC Belenzinho, além do Parque Estadual do Belém.

O bairro também conta com restaurantes e padarias tradicionais, fundados por imigrantes e que têm quase um século de história.

Mooca

PUBLICIDADE

Você já deve ter lido o nome desse bairro no mooquês, o dialeto do próprio bairro. Reconhecido por ser um bairro com bastante descendentes de italianos, ele ainda mantém várias tradições.

Ver um jogo do Juventus na Rua Javari é algo que não pode faltar para um morador da Mooca. Não dá para ficar sem comer um canoli no intervalo também.

Outras atrações são o Museu da Imigração do Estado de São Paulo e a Praça Vermelha, que ganhou esse nome após vários protestos de trabalhadores durante a primeira metade do século XX.

O Teatro Arthur Azevedo também não pode ficar sem visita.

A Mooca consegue unir as tradições do passado com o moderno da atualidade. A Rua Henrique Dantas ainda lembra bastante o início do século passado.

No entanto, o Mooca Plaza Shopping oferece ao consumidor tudo que ele precisa.

Sobre a gastronomia, opções de cantinas é que não falta.

Vila Prudente

PUBLICIDADE

O bairro tem esse nome por causa do ex-presidente Prudente de Morais, que também ocupou o cargo de primeiro governador de São Paulo.

A Vila Prudente se tornou o local onde imigrantes do leste europeu (russos, lituanos e poloneses) se estabeleceram após a Segunda Guerra Mundial.

O bairro tem uma universidade, campus da Uninove na Vila Prudente, além da Escola Técnica Estadual José Rocha Mendes e o Senac Vila Prudente.

Para lazer, os moradores têm a opção do Parque Ecológico Vila Prudente e o Clube Arthur Friedenreich.

O Central Plaza Shopping conta com pistas de boliche e cinema. O cenário gastronômico, por conta da variedade de imigrantes, é extremamente rico.

Mobilidade

As principais avenidas que cortam a zona leste são a Radial Leste e Sapopemba.

A Radial é a alternativa para o deslocamento centro-bairro, já que passa pelos bairros da Mooca, Penha, Itaquera e Guaianazes.

A Sapompemba tem 45 km de extensão e se inicia no acesso à Avenida Salim Farah Maluf.

Em relação ao transporte público, a região é servida pelas estações de metrô Bresser-Mooca, Tatuapé, Boulevard Tatuapé e Vila Prudente.

Mercado imobiliário

Com tantos benefícios, não é à toa que importantes construtoras têm intensificado os projetos para a região.

Uma das empresas a perceber o potencial da zona leste foi a Diálogo Engenharia, que há 33 anos aposta no mercado imobiliário local.

Neste ano, 60% dos lançamentos da empresa serão na Zona Leste. Apenas no mês de março serão quatro empreendimentos, sendo 2 no Tatuapé, um no Belém e um na Vila Prudente.

“Temos consciência do nosso papel transformacional da região. Ajudamos no desenvolvimento da área com nossas construções”, diz Guilherme Sallum Nahas, diretor da Diálogo Engenharia.

Ao longo de sua trajetória, a construtora já fez mais de 130 lançamentos, o correspondente a 166 torres, 11.688 apartamentos — uma grande parte deles na Zona Leste.

Para os próximos 24 meses, a previsão é entregar mais 3.721 unidades. “O momento é de otimismo. O lançamento do Hub Home Club Tatuapé no início de março comprova isso. Em uma semana, 70% das unidades já foram vendidas”, diz Guilherme.

Além do Hub Home Club Tatuapé,  empreendimento de dois e três dormitórios e churrasqueira na varanda,  a Diálogo Engenharia também prepara o lançamento do Exclusive Tatuapé no mesmo bairro.

Com torre única em um terreno de 1.848m², o local também promete qualidade de vida e conforto.

“Seguimos a tendência de empreendimentos com churrasqueira na varanda, amplo lazer e espaço bem aproveitado com plantas que podem ser adaptadas de acordo com a necessidade do comprador”, explica Guilherme.

Além do Tatuapé, a Diálogo Engenharia também aposta no segmento de luxo com o High Belém, lançamento com três suítes, lazer exclusivo e fachada imponente.

Segundo o executivo, o Belém é um dos bairros mais acolhedores de São Paulo, além de ser o segundo menor em violência da capital.

“Este é um projeto muito aguardado, um empreendimento aspiracional. Já estamos com visitações expressivas no estande e o lançamento acontecerá até o fim do mês”, afirma Guilherme.

O outro lançamento é na Vila Prudente e fica a 300 metros da estação do metrô.  O Club Station Vila Prudente foi planejado para atender o quesito de mobilidade e conforto.

Com dois e três dormitórios, sua localização privilegiada facilita o acesso a diversos pontos da cidade devido à proximidade com as Avenidas Professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, Paes de Barros e Salim Farah Maluf.

“Além disso, fazemos questão que todos os nossos empreendimentos tenham uma infraestrutura de lazer completa. Quem quiser morar na Zona Leste e experimentar novas possibilidades de São Paulo não pode perder essas oportunidades”, diz o diretor.

“São ótimas opções para quem quer o primeiro imóvel, está procurando uma casa nova ou para investidores”, finaliza.

Quer conhecer mais imóveis na zona leste de São Paulo? Clique aqui

This slideshow requires JavaScript.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.