Apenas na China

Huawei vendeu 200 mil aparelhos dobráveis de R$ 10 mil em dois meses

O Mate X é o mais recente celular dobrável disponível e está vendendo em um ritmo acelerado a 16.999 yuan ou US$ 2.400

Celular Mate X da Huawei com a tela dobrada ao centro
(Reprodução/YouTube)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Huawei divulgou que o Mate X, primeiro smartphone dobrável da companhia, está sendo vendido em um ritmo de 100 mil aparelhos por mês. Lançado em novembro de 2019 por 16.999 yuan ou US$ 2.400 (cerca de R$ 10 mil na conversão direta), o aparelho só está disponível na China por enquanto.

Em comparação com os números de venda do Galaxy Fold, modelo dobrável da Samsung e maior concorrente do Mate X, o aparelho da Huawei teve resultados bem similares aos da rival sul-coreana. Em entrevista à Yonhap, principal agência de notícias da Coreia do Sul, a Samsung afirmou ter vendido “entre 400.000 e 500.000” modelos do Galaxy Fold desde o lançamento em setembro do ano passado.

Embora diversos modelos dobráveis tenham sido apresentados na CES 2019, apenas a Samsung e a Huawei lançaram aparelhos do tipo dobrável oficialmente. O Duo e o Razr, aparelhos dobráveis da Microsoft e Motorola, respectivamente, serão lançados ainda nesse ano.

Aprenda a investir na bolsa

A Huawei não anunciou oficialmente uma data de lançamento para o Mate X fora da China, mas disse que o smartphone estrearia na Europa ainda no primeiro trimestre deste ano. Ainda não há informações sobre o lançamento no continente americano. Já o Galaxy Fold chega ao Brasil nesta quinta-feira (16).

Problemas atrasaram lançamentos

Anunciado um mês depois do Galaxy Fold, o Mate X apareceu pela primeira vez ao público durante a Mobile World Congress 2019, o evento mais importante do ano para a industria móvel, e estava programado para ser lançado junto ou até mesmo antes do concorrente da Samsung – marcado para abril.

Porém, a Huawei decidiu segurar seu lançamento para novembro, já que a tela dobrável do modelo necessitava de alguns melhoramentos e um acabamento mais refinado. Com isso, o aparelho da rival Samsung foi lançado antes, mas teve diversos problemas.

Algumas semanas antes do início da comercialização, o smartphone foi enviado a veículos da mídia especializada e diversos influenciadores digitais, mas apresentaram uma série de problemas, sendo os mais sérios na tecnologia da tela dobrável. Com isso, a Samsung resolveu recolher todos os aparelhos enviados para review e atrasou o lançamento do modelo em cinco meses, com o aparelho chegando ao mercado apenas em setembro daquele ano em mercados selecionados.

Invista seu dinheiro com quem conhece melhor do assunto. Invista. Abra sua conta na XP – é grátis