Gasolina sobe 12,2% de janeiro a abril, enquanto diesel cai 9,9% no período, aponta pesquisa

Em abril, a média nacional do preço da gasolina comum ficou em R$ 5,57

Estadão Conteúdo

(Foto: Bloomberg)
(Foto: Bloomberg)

Publicidade

Apesar da discreta queda de 0,2% no mês de abril, o preço da gasolina comum acumula alta de 12,2% no Brasil no primeiro quadrimestre de 2023, na comparação com mesmo período do ano passado, segundo dados da edição de maio do Panorama Veloe de Indicadores de Mobilidade Urbana, realizado em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Segundo o levantamento, de janeiro a abril houve aumento de 10,6% no preço da gasolina aditivada, e de 4,8% no etanol hidratado. Já o gás natural veicular (GNV) e o diesel apresentaram queda nos primeiros quatro meses de 2023. O diesel S10 foi o que registrou a maior queda, de 9,9% no acumulado de janeiro a abril deste ano. Já o diesel comum contabilizou uma redução média de 8,9% no preço, enquanto o GNV registrou queda de 7,5%.

De acordo com a Veloe, os três combustíveis também apresentaram queda nos números de abril em relação a março. Na comparação desse período, o preço do GNV caiu, em média, 1,4%. Já o diesel comum e o diesel S10 tiveram queda média de 2,3% entre março e abril.

Continua depois da publicidade

Preços

Em abril, a média nacional do preço da gasolina comum ficou em R$ 5,57. Os estados da região Norte registraram a média de preços mais cara do Brasil, com R$ 5,94. Amazonas, que obteve média de R$ 6,46, puxa a lista de maior média de preço por litro no Brasil. Os estados de Roraima, com média de R$ 6,19, e Acre, com média de R$ 6,10, completam o ranking das três unidades da federação com a maior média de gasolina comum no país.

A região Sudeste registrou a menor média no preço da gasolina comum, com valor de R$ 5,44. No entanto, o estado com a média mais barata foi o Amapá, de R$ 5,20. Na sequência vem a Paraíba, com média de R$ 5,35. O estado de São Paulo aparece em terceiro lugar com a gasolina mais barata, com média de R$ 5,37.

Com relação aos preços do etanol, a região Norte fica com a média mais cara do Brasil, com R$ 4,75 por litro. Roraima lidera o ranking, com média de R$ 5,03. Em seguida está Rondônia, onde o preço médio em abril ficou em R$ 4,99. Rio Grande do Sul, com média de R$ 4,89, é o terceiro estado com o etanol mais caro no país.

Continua depois da publicidade

Com média de R$ 3,946, a região Sudeste tem o etanol mais barato do Brasil. Neste quesito, o estado de Mato Grosso, com R$ 3,77, foi onde o combustível ficou mais barato, seguido por São Paulo, que registrou, em abril, média de R$ 3,89. Minas Gerais completa o pódio dos três estados com menor preço médio, com R$ 3,97 o litro.