Cuidado!

Falha grave atinge todos os processadores Intel fabricados na última década; correção afetará desempenho

Problema pode ser explorado para extrair informações sigilosas dos usuários de Windows, MacOS e Linux  

arrow_forwardMais sobre
Logo da Intel em um notebook

SÃO PAULO – A Intel admitiu recentemente que todos os seus processadores fabricados nos últimos 10 anos possuem falhas graves. A correção desse problema ainda é aguardada pelos usuários, mas já foi divulgado que a atualização correspondente prejudicará o desempenho dos computadores.

De acordo com reportagem do The Register, as “múltiplas” falhas envolvem o kernel, a estrutura “pensante” dos aparelhos, e permitem espionagem ou mesmo acesso remoto aos dispositivos através da vulnerabilidade. Computadores de arquitetura x84 e 64-bits com Windows, MacOS e Linux que utilizem processadores Intel estão sujeitos às invasões.

Mais especificamente, o problema atinge as gerações 6,7 e 8 dos processadores Intel Core, os modelos Intel Xeon E3-12000 v5 e v6; Xeon Scalable; Xeon W; Atom C3000; a série Apollo Lake Intel Atom E3900; Apollo Lake Intel Pentiums e os processadores das séries Celeron N e J.

PUBLICIDADE

Desempenho

Citando especialistas em segurança, o Register afirmou que a correção desse erro diminuiria o desempenho das máquinas entre 5% e 30%, porque será preciso separar a memória do kernel do KPTI (Isolamento da Tabela de Página do Kernel) – removendo um processo e causando lentidão.

Como resposta à falha, a Intel afirmou estar trabalhando em uma revisão de segurança. As fabricantes Microsoft e Linux informaram que estão trabalhando em atualizações de segurança, enquanto a Apple ainda não se posicionou.