Emissão do boleto para inspeção veicular em SP está suspensa

Controlar suspendeu a emissão do boleto até que o reajuste da tarifa seja oficializado por meio do Diário Oficial da cidade

SÃO PAULO – A Controlar – empresa que administra a inspeção veicular obrigatória na cidade de São Paulo – suspendeu, nesta segunda-feira (3), a emissão do boleto para o pagamento da tarifa da inspeção veicular para quem precisa regularizar a vistoria.

De acordo com a assessoria de imprensa da empresa, a suspensão continuará até que a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente divulgue, por meio de portaria no Diário Oficial da Cidade, o novo valor da tarifa, que deve passar para R$ 62 – um aumento de 10%, conforme a variação do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado).

Segundo a Controlar, não é possível efetuar a emissão do boleto sem que se oficialize o reajuste, confirmado na última semana pelo prefeito Gilberto Kassab. A previsão é de que a Secretaria divulgue a portaria ainda nesta semana. 

Vistoria sem problemas
Para aqueles que conseguiram efetuar o pagamento da tarifa até o dia 31 de dezembro, não há qualquer problema no sistema de agendamento, conforme ressaltou a Controlar.

Até o final deste mês, os proprietários com veículos licenciados na capital paulista que não realizaram a inspeção no ano passado, conforme o calendário, podem regularizar a situação.

Contudo, além de pagarem um valor maior da tarifa, reajustada, também estão sujeitos à multa de R$ 550 e ao bloqueio do licenciamento, caso sejam identificados dirigindo com a inspeção ainda irregular.

O calendário para a inspeção 2011 começa em fevereiro. E os agendamentos para este ano ainda não começaram.