Eletroeletrônicos: novas cotas de consórcios caem 15% até novembro de 2010

Até novembro do ano passado, foram vendidas 75,7mil novas cotas, frente às 89,1 mil vendidas em 2009

SÃO PAULO – A venda de novas cotas de consórcios de bens móveis duráveis, como eletroeletrônicos, caiu 15% de janeiro a novembro de 2010, na comparação com o mesmo período de 2009.

Segundo estudo da Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), divulgado na última semana, foram comercializadas 75,7 mil cotas de janeiro a novembro, frente as 89,1 mil adquiridas em 2009.

Comercializações e contemplações
Assim como as vendas de cotas, o número de participantes e contemplações também caiu. No primeiro caso, foi atingido o número de 90 mil pessoas em novembro, o que representa uma queda de 13,9% frente aos 104,5 mil consorciados verificados em igual mês de 2009.

Já as contemplações (momento em que os consorciados têm a possibilidade de adquirir os bens) recuaram 19,6% de janeiro a novembro, passando de 45,3 mil no mesmo período de 2009 para 36,4 mil no ano passado.

Considerando todos os grupos – veículos, imóveis, bens móveis duráveis e serviços, o número de participantes ativos no sistema de consórcio chega a 4,03 milhões em 2010.