Inadimplência

Crise: março tem recorde histórico de cheques sem fundo

Número de devoluções é o maior em pelo menos 25 anos, segundo a Serasa Experian

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O percentual de cheques devolvidos pela segunda vez por insuficiência de fundos registrou recorde histórico no Brasil em março, segundo a Serasa Experian. O Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos mostrou que 2,66% dos cheques foram retornados no mês: 1.354.017 ante 50.932.422 cheques compensados.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui.

“No mês imediatamente anterior, fevereiro, registrou-se 2,27% de devoluções, com 1.104.817 cheques que voltaram e 48.718.786 compensados. Um ano antes, em março de 2015, o percentual de devoluções havia sido de 2,32%, com 1.414.160 cheques devolvidos e 60.879.805 compensados”, mostrou o estudo.

Dentre os estados brasileiros, apenas Roraima não teve aumento na porcentagem de devoluções. No acumulado dos primeiros 3 meses do ano, o Amapá registrou o maior número de devoluções.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a inflação elevada, pressionada pelos alimentos, e o aprofundamento da recessão econômica impulsionando o desemprego no país para o patamar de 10%, trazem dificuldades para o consumidor honrar seus pagamentos. Neste contexto, a inadimplência com cheques atinge níveis recordes.

Confira abaixo o ranking completo de cheques devolvidos de janeiro a março de 2016:

EstadosJan-mar/2016
Amapá18,27%
Roraima10,23%
Maranhão9,51%
Acre8,10%
Amazonas7,58%
Pará6,72%
Piauí6,41%
Sergipe5,28%
Rio Grande do Norte5,18%
Tocantins4,87%
Alagoas4,81%
Paraíba4,73%
Ceará4,53%
Bahia4,24%
Distrito Federal3,96%
Pernambuco3,5%
Goiás3,2%
Mato Grosso3,07%
Mato Grosso do Sul2,79%
Espírito Santo2,53%
Rondônia2,32%
Rio Grande do Sul2,32%
Minas Gerais2,28%
Rio de Janeiro2,16%
Paraná2,13%
Santa Catarina2,05%
São Paulo1,84%