Corpus Christi é feriado? Veja funcionamento de bancos, INSS, B3 e outros serviços

Data não é um feriado, mas ponto facultativo; mesmo assim, vários serviços estarão fechados na quinta-feira (30)

Anna França

Tapetes de celebração do Corpus Christi (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
Tapetes de celebração do Corpus Christi (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

Publicidade

Esta semana será mais curta em partes do Brasil e para alguns setores da Economia. Apesar de não ser um feriado nacional, Corpus Christi será ponto facultativo em várias empresas, e a última oportunidade do 1º semestre para se prolongar o descanso.

Os próximos feriados serão somente no segundo semestre e a maioria — incluindo 7 de setembro, 12 de outubro e 2 de novembro — cairá num sábado. Apenas 15 de novembro será numa sexta-feira e 25 de dezembro cairá numa quarta-feira.

Corpus Christi vem do latim corpo de cristo e é uma data celebrada pela Igreja Católica sempre 60 dias depois do domingo de Páscoa. Na tradição católica, esta quinta-feira é considerada o dia em que Jesus Cristo instituiu o sacramento da eucaristia, que celebra a presença real de jesus no pão e no vinho. A festa foi instituída pelo papa Urbano 4º em 1264.

Continua depois da publicidade

Devido às celebrações, veja o que fecha e o que abre nesta quinta-feira. Bancos, Correios, agências do INSS entre outros serviços não terão atendimento presencial ao público na data. Confira:

Bancos

As agências bancárias não estarão abertas para atendimento presencial ao público nesta quinta. Neste dia, as compensações bancárias também não serão efetivadas. Em algumas localidades, as salas de autoatendimento estarão disponíveis aos clientes no dia do feriado, a critério da instituição. Como alternativa, é possível utilizar os canais digitais e remotos dos bancos, como sites e aplicativo, para a realização de transferências e pagamento de contas nos dias em que não houver expediente nas agências.

“Os canais digitais dos bancos, como internet e mobile banking, são alternativa para a realização de transferências e pagamento de contas. Atualmente, 8 em cada 10 operações bancárias são feitas pelos meios digitais, reflexo da comodidade, rapidez e segurança proporcionada por estes canais”, informa Walter Faria, diretor-adjunto de Serviços da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Continua depois da publicidade

As contas de consumo (água, energia, telefone) e os carnês com vencimento no feriado poderão ser pagos, sem acréscimo, no dia útil seguinte, ou seja, 31 de maio, sexta-feira.

“Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais. Caso não venham, a sugestão é antecipar o pagamento ou, no caso dos títulos que têm código de barras, agendar o pagamento nos caixas eletrônicos, internet banking e pelo atendimento telefônico dos bancos”, orienta Faria. Boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser pagos via DDA (Débito Direto Autorizado).

O Pix, que funciona 24 horas em todos os dias, incluindo feriados, poderá ser feito normalmente. Na sexta-feira, 31 de maio, o atendimento ao público nas agências voltará a ocorrer normalmente.

Continua depois da publicidade

INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que os dias 30 (quinta-feira) e 31 (sexta-feira) serão ponto facultativo, conforme a Portaria 8.617, de 26 de dezembro de 2023, do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI). Sendo assim, o a entidade só retomará as atividades normais na segunda-feira (03/06).

No período, os cidadãos poderão ser atendidos via app Meu INSS e site, além da Central 135, que funcionará normalmente das 7h às 22h, inclusive durante os dias 30/05, 31/05 e 01/06 (sábado). No domingo (02/06), a Central 135 funcionará apenas com atendimento eletrônico 24h.

Continua depois da publicidade

Correios

Não haverá funcionamento nas agências dos Correios nesta quinta. As atividades retornam no dia útil seguinte, sexta-feira (31).

O serviço Premium SEDEX 12 estará suspenso em algumas localidades, nesta quarta-feira (29). As unidades que estão na abrangência da faixa de CEP com esta restrição não receberão postagens deste segmento.

Continua depois da publicidade

Durante o feriado, a Central de Atendimento estará disponível somente por meio canais automatizados:

– Chat com a atendente virtual dos Correios (Carol) – https://www.correios.com.br/;

– Fale Conosco – https://faleconosco.correios.com.br/faleconosco/app/index.php;

– Autoatendimento – 0800-725-7282, 0800-725-0100 e 3003-0100.

Esses canais funcionam 24 horas por dia, 7 dias por semana. O atendimento com os operadores será retomado no próximo dia útil após o feriado, a partir das 8h.

B3

O feriado de Corpus Christi também afetará  o funcionamento da B3, a bolsa de valores do Brasil. Nesta data, não haverá negociações na bolsa, que volta a funcionar normalmente na sexta-feira, dia 31 de maio.

Comércio

No comércio, Corpus Christi também é considerado ponto facultativo. Mas shoppings abrem durante a quinta feira. Mercados também estarão funcionando. O rodízio será suspenso neste dia.

Poupatempo

Os postos do Poupatempo estarão fechados nesta quinta-feira (30), devido ao feriado de Corpus Christi. Na sexta-feira (31) as unidades voltam a funcionar normalmente para o atendimento presencial, mediante agendamento prévio. Os serviços digitais continuam por meio do portal www.poupatempo.sp.gov.br, aplicativo Poupatempo Digital, totens de autoatendimento ou ainda pelo Assistente Virtual, que atende no site e via WhatsApp, pelo número (11) 95220-2974.

Entre as 265 opções online, estão disponíveis a renovação de CNH, licenciamento de veículos, consulta de IPVA, Carteira de Trabalho Digital, seguro-desemprego, atestado de antecedentes criminais, pesquisa de débitos de veículos, entre outros.

O atendimento presencial no Poupatempo só é feito com agendamento prévio e obrigatório de data e horário. O serviço é gratuito, pessoal e intransferível.

Anna França

Jornalista especializada em economia e finanças. Foi editora de Negócios e Legislação no DCI, subeditora de indústria na Gazeta Mercantil e repórter de finanças e agronegócios na revista Dinheiro