Na Avenida Atlântica

Condomínio de luxo irá ocupar o último terreno livre na orla de Copacabana

As unidades, que começam a ser vendidas no fim de agosto, terão os jovens de alta renda e os executivos como público-alvo; preços partem de R$ 1,5 milhão

Atlantico Bait, novo empreendimento de luxo na orla de Copacabana
(Divulgação)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Seja você carioca ou não, é inegável dizer que a orla de Copacabana é um dos lugares mais bonitos do país, se não do mundo. Não à toa, o bairro que abriga o cartão postal foi apontado como o mais cobiçado do país em uma pesquisa feita pelo classificado online ZAP Imóveis no fim do ano passado.

E, depois de 40 anos sem lançamentos, a mais importante avenida da orla, a Avenida Atlântica, vai ganhar um novo empreendimento imobiliário em seu último terreno desocupado: um residencial de luxo de frente para o mar.

As unidades, que começam a ser vendidas no fim de agosto e devem ficar prontas no fim de 2022, terão jovens de alta renda e executivos como público-alvo.

Aprenda a investir na bolsa

O condomínio de luxo Atlantico Bait, da Bait Incorporadora, tem 50 unidades, sendo 38 delas com vista para o mar. As tipologias se dividem em 23 estúdios, 12 unidades com um quarto, 11 double suites, dois gardens suspensos e duas coberturas lineares, com plantas flexíveis de 60 a 305 metros quadrados.

As unidades partem de R$ 1,5 milhão e o Valor Geral de Vendas (VGV – soma do soma do valor potencial de venda de todas as unidades) é de R$ 100 milhões.

Para Eduardo Zylberstajn, consultor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), Copacabana é um bairro conhecido por abrigar empreendimentos de alto padrão e ter alta taxa de ocupação, por isso ele acredita que mesmo com preços milionários e em meio à pandemia, a demanda por esse tipo de imóvel deve ser grande, já que a oferta de unidades disponíveis para aluguel e compra é baixa.

“Para quem conhece o Rio ou não, é mais que óbvio dizer que Copacabana é um lugar incrível e muito bonito, além de ser umas das regiões com melhor localização da cidade”, explica Zylberstajn ao InfoMoney. “O preço é alto porque não vemos muitos empreendimentos como esse disponível, e ao mesmo tempo, existe uma real demanda de um público com maior poder aquisitivo”.

Para ele, o público de alta renda deve ser atraído não só pela vista de uma das mais bonitas e conhecidas praias do Rio, mas também por causa de outros atributos do bairro, como a acessibilidade e a oferta de serviços. “Copacabana é um dos bairros mais valorizados do Brasil e da América Latina. O preço do metro quadrado nessa região do Rio pode chegar à R$ 32 mil”, diz o consultor da Fipe.

(Divulgação/Bait Incorporadora)
(Divulgação/Bait Incorporadora)
(Divulgação/Bait Incorporadora)

Tecnologia

Henrique Blecher, sócio e CEO da Bait, acredita que o condomínio irá atrair compradores, mesmo em meio a uma das maiores crises da história, tanto pelos fatores já mencionados, como boa localização e baixa oferta de imóveis na região, quanto pelo fato de o empreendimento contar com recursos tecnológicos de última geração.

PUBLICIDADE

Ele diz que o condomínio será todo automatizado e terá um aplicativo que permitirá supervisão predial, com portaria remota digital externa e interna e ainda irrigação automatizada no paisagismo. O sistema de segurança contará com controle de acesso de reconhecimento facial, segurança perimetral monitorada e controle eletrônico de acesso de veículos. Nas áreas comuns, haverá iluminação cênica na portaria, nas áreas comuns, som ambiente e wi-fi.

Os apartamentos terão fechadura smart lock (abertura com aproximação por celular), tomadas USB, infraestrutura para IOT (internet das coisas), comando de voz, rede de dados para Wi-fi e olho mágico digital.

O CEO da Bait destaca também que o empreendimento buscou atender a critérios de sustentabilidade: possui recarga para carro elétrico, tomada para bicicleta elétrica, coleta seletiva, sensores nas áreas comuns, descarga dual flash, temporizador nas torneiras e medidores de água individuais das unidades. Nas áreas comuns, a arquitetura foi desenhada para que os ambientes tenham luz natural, reduzindo o consumo de energia.

Para Blecher, o empreendimento atenderá compradores exigentes e pode gerar bons retornos para investidores. “A Bait acredita na integração de arquitetura, funcionalidade, tecnologia e sustentabilidade, construindo com a cidade um novo conceito em moradia urbana, que a valoriza a qualidade estética e se integra ao estilo de vida do carioca”, conclui.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.