Como funciona o novo sistema do governo que bloqueia celular roubado?

Veja passo a passo para acessar a ferramenta

Jamille Niero

Publicidade

O governo federal lançou, na terça-feira (19), um sistema para bloquear celulares roubados ou furtados em todo o país. O serviço “Celular Seguro” promete que a vítima poderá bloquear o aparelho, a linha telefônica e os aplicativos bancários em poucos cliques.

O usuário também poderá fazer seu registro com a mesma conta utilizada no gov.br e indicar pessoas de confiança, que poderão efetuar os bloqueios da linha telefônica, caso o titular tenha o celular roubado ou furtado.

A ferramenta está disponível para navegadores como Google Chrome e Microsoft Edge e aplicativos para Android e iPhone (iOS). O InfoMoney testou a versão do sistema que pode ser acessada por navegador e mostra abaixo o passo a passo para o cadastro e utilização.

Masterclass Gratuita

Rota Liberdade Financeira

Aprenda a investir e construa um patrimônio do zero com o treinamento exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Passo 1 – Acessar o site do serviço Celular Seguro (clique aqui)

Passo 2 – Utilizar login e senha da conta gov.br que o usuário já possui ou, caso não tenha ainda, criar uma conta gov.br.

Passo 3 – Ao fazer o login pela conta gov.br e aceitar os termos de uso, o usuário verá uma tela com três opções: cadastrar o telefone, indicar as pessoas de confiança e registrar a ocorrência.

Continua depois da publicidade

Passo 4 – Ao escolher a opção Registrar telefone, o usuário encontrará um botão azul repetindo a opção “registrar telefone” e, ao clicar, precisará preencher os dados como marca, modelo, operadora e número de série, além do número da linha de telefone, e selecionar a pessoa indicada (veja abaixo como cadastrar a pessoa indicada). Após tudo preenchido, clique em cadastrar. Caso o usuário não preencha todos os dados, é possível retornar à tela depois e incluir as informações no botão “editar” que aparece ao lado do número corretamente cadastrado. É possível cadastrar mais de um aparelho.

Passo 5 – Para indicar a Pessoa de Confiança, é necessário voltar à tela principal (Passo 3) e clicar nessa opção. Clique no botão azul escrito “cadastrar contato” e forneça os dados solicitados, como nome, telefone, CPF e email. Ao finalizar, clique em “cadastrar”.

Passo 6 – Para notificar roubo ou furto, acesse a opção Registrar Ocorrência na tela inicial (Passo 3). Ao clicar na opção, aparecerá uma tela com o botão “Meus telefones” e “Telefones de confiança” disponíveis. Ao selecionar o botão “Meus telefones”, aparecerá uma tela com o(s) telefone(s) já cadastrado(s). Clique no botão amarelo “Alerta” do telefone desejado e preencha as informações restantes, como data, local e tipo de ocorrência (roubo, furto ou perda). Ao finalizar, clique em “emitir”.

A iniciativa é realizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), instituições financeiras e entidades privadas.

Jamille Niero

Jornalista especializada no mercado de seguros, previdência complementar, capitalização e saúde suplementar, com passagem por mídia segmentada e comunicação corporativa.