Urgente

Cofundador do WhatsApp alerta: “deletem o Facebook”

Em palestra a estudantes, Brian Acton, que vendeu o WhatsApp a Zuckerberg em 2014, disse não concordar mais com os métodos da rede social  

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um dos fundadores do WhatsApp, Brian Acton, acaba de renovar suas críticas à maior rede social do mundo e dona do app de mensagens. Na última quarta-feira (13), em palestra para estudantes da universidade de Stanford, ele alertou sobre os perigos do Facebook e recomendou veementemente que a plateia deletasse suas contas.

“Demos a eles [o Facebook] o poder. Essa é a parte ruim. Compramos os produtos deles. Criamos contas em seus sites. Deletem o Facebook, certo?”, disse ele, de acordo com o Buzzfeed News. A palestra ocorria concomitantemente à instabilidade global pela qual passaram todos os apps da empresa

Acton vendeu o WhatsApp ao Facebook em 2014 por US$ 19 bilhões. Em 2017, deixou a companhia por discordar da decisão de vender anúncios dentro da plataforma via canal de mensagens direto entre empresas e clientes.

PUBLICIDADE

Não é a primeira vez que o empreendedor, que já trabalhou no Yahoo! e estudou em Stanford, sugere que as pessoas deixem a rede de Mark Zuckerberg. Em março de 2018, ele tuitou “está na hora. #deleteofacebook”.

Por que vendeu

No mesmo evento, Acton disse à plateia que vendeu seu app pensando nos funcionários. “Tinha de pensar nas 50 pessoas que trabalhavam comigo e no dinheiro que eles ganhariam”, disse. “Eu não estava em posição de dizer não”. 

Cuide da sua privacidade e também do seu dinheiro. Abra uma conta gratuita na XP.