Análise das redes

Claro possui o 4G mais rápido do Brasil, diz pesquisa; confira ranking

O relatório da Opensignal avalia a qualidade da rede móvel das principais operadoras do Brasil. A análise foca na disponibilidade de rede 4G, experiência de vídeo, latência e velocidades de download e upload

SÃO PAULO – Um relatório divulgado nesta quinta-feira (25), realizado pela Opensignal, empresa de análise móvel especializada em quantificar a experiência da rede móvel, avaliou quais as operadoras que oferecem os melhores serviços de rede móvel 4G no Brasil.

Na última versão da pesquisa, de janeiro de 2018, a Claro liderava em quatro dos cinco quesitos avaliados pela empresa, mas neste novo estudo, de julho, a operadora TIM conseguiu ultrapassar a Claro em dois itens: Latência, o tempo que leva para os dados percorrerem uma rede de ponto A a B, e Disponibilidade do 4G.

O estudo aponta que a disponibilidade não está relacionada à área de cobertura em si, mas sim com a proporção do tempo em que o usuário mantêm a conexão do 4G estável.

PUBLICIDADE

Já a operadora Oi, que está em meio a um processo de recuperação judicial, foi avaliada como a pior prestadora de serviços de rede móvel e amargou a última posição em todos os quesitos avaliados pela Opensignal.

Os quesitos avaliados são: Disponibilidade do 4G, Experiência de Vídeo, Velocidade de Download, Velocidade de Upload e Latência.

Disponibilidade do 4G

A TIM chegou aos 82,4% no resultado da disponibilidade do 4G, ultrapassando a Claro, que detinha o melhor resultado no ranking de janeiro. A Vivo e Claro obtiveram resultados satisfatórios também e ficaram tecnicamente empatadas nesse quesito, com 72,1% e 71,9%, respectivamente. Já a Oi apresentou uma leve melhora do último relatório para o atual, mas aparece na última posição com 61,4%.

A Opensignal relata que todas as operadores melhoraram seus números em relação ao relatório do início do ano, principalmente pela contínua ativação da rede de 700 MHz, que permite uma melhor penetração do sinal, ajudando não apenas a Disponibilidade do 4G, mas também a Velocidade de Download e a Experiência de Vídeo.

Experiência de Vídeo

A Claro manteve a liderança nesse quesito com 56,9 pontos em uma escala de 0 a 100. TIM e Vivo seguem tecnicamente empatadas, com 54,3 e 54,2 pontos, respectivamente. Se entre as três primeiras a diferença é pouca, esse numero salta quando vemos o resultado da Oi, apenas 45,5 pontos. A melhora mais considerável nesse ranking foi da Vivo, que subiu 4 pontos do relatório de janeiro para esse de julho.

PUBLICIDADE

Mas, de acordo com o ranking, todas as operadoras obtiveram um resultado “razoável”. A mensuração ocorre da seguinte forma: Ruim (0-40 pontos), Razoável (41-59 pontos), Bom (60-69 pontos), Muito bom (70-79 pontos) e Excelente (80-100 pontos).

Velocidade de Download

A Velocidade de Download mensura qual a velocidade de baixar um arquivo. O ranking de julho manteve os resultados de janeiro no quesito Velocidade de Download e todas as operadoras tiveram leve melhora no serviço. A Claro mantêm a liderança com 19,8 Mbps (Megabytes por segundo), seguida da Vivo (14,2 Mbps), TIM (11,6 Mbps) e, por último, a Oi (8,6 Mbps).

De todas as operadoras, a Vivo registrou a melhora mais significativa, aumentando em 1,2 Mbps em relação ao relatório do começo do ano.

Velocidade de Upload

Já a Velocidade de Upload mensura qual a velocidade para subir um arquivo na rede. A Claro mantém a liderança com 6,4 Mbps, seguida pela Vivo (4,6 Mbps) e TIM (4,4 Mbps) empatadas tecnicamente e, por último, a Oi (2,9 Mbps).

Tenha o melhor celular com o melhor pacote de dados. Invista. Abra sua conta na XP Investimentos

Em relação ao relatório de janeiro, a TIM registrou a melhora mais significativa, saindo dos 3,5 Mbps para os atuais 4,4 Mbps. Já a Claro e a Oi mostraram-se estagnadas nesse quesito, com cada uma aumentando apenas 0,1 Mbps.

Latência

O quesito da Latência foi o único em que houve mudança no líder do relatório de janeiro para o de julho. A TIM passou a Claro por 2 ms (milissegundos). A latência é o tempo médio de resposta da conexão, ou seja, quanto menor o número, melhor.

A TIM assume a liderança com 60,9 ms, seguida da Claro (62,7 ms), Vivo (69,6 ms) e, por último, a Oi (72,5 ms).

O estudo chama atenção para um ponto positivo deste ranking: todas as operadoras tiveram uma evolução muito significativa de janeiro a julho. A TIM teve a melhora mais relevante, diminuindo 9 ms e assumiu a liderança.

Mas é importante considerar que o tempo de resposta da conexão muda bastante de região para região.

“Nossa análise regional mostrou uma enorme discrepância entre o tempo de resposta entre diferentes cidades do Brasil. Nossos usuários de centros urbanos do Sudeste e Sul, como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre,experienciaram resultados sempre abaixo dos 60 ms, mas em cidades fora dessas regiões – incluindo grandes capitais como Fortaleza, Manaus e Recife – viram a latência variar de 90 a 100 ms”, diz o relatório.

“Essa diferença acontece dado ao fato que a maioria das conexões com infraestrutura de fibra óptica está concentrada nas regiões com maior concentração populacional e economicamente mais poderosa, o que evidencia a superioridade da conexão no Sul e Sudeste”, explica o estudo.

Análise regional

Além de traçar a média do serviços no Brasil como um todo, o relatório da Open Signal também fez uma análise isoladas das principais cidades do Brasil. Os resultados, em grande parte, refletiram o cenário nacional como um todo.

Quase 1 milhão de dispositivos foram analisados entre os dias 1 de março e 29 de maio deste ano. Confira o estudo completo.

As cidades analisadas pelo estudo foram: Aracaju, Belo Horizonte, Belém, Brasília, Campinas, Campo Grandes, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Guarulhos, Maceió, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Salvador, São Bernardo do Campo, São Luís e Teresina.

Invista para aproveitar melhor a vida: abra uma conta gratuita na XP!