Carros

Chinês destrói Maserati de R$ 856 mil em protesto contra montadora

Proprietário do carro diz que seus direitos como consumidor foram violados

SÃO PAULO – Um homem na China destruiu em público seu Maserati Quattroporte, que custa US$ 423 mil (R$ 856 mil, de acordo com a cotação do Banco Central do Brasil do dia 15 de maio de 2013), em protesto contra a montadora.

Segundo o site Car News China, o chinês contratou alguns homens para ajudá-lo a destruir o carro. O proprietário do veículo afirma que teve os seus direitos de consumidor violados pela empresa quando, em 2011, durante uma reparação, peças usadas foram utilizadas para substituir o equipamento quebrado e ainda foi cobrado US$ 390 (R$ 789,56) pelo “conserto”.

Tudo planejado
O dono do carro planejou bem a sua ação contra a Maserati, pois ele escolheu o dia que teve início o Salão Internacional do Automóvel de Qingdao (14 de maio). O linchamento do carro foi feito em frente ao local onde ocorre o evento, por isso, contou com cobertura total da mídia.