Férias radioativas

Chernobyl: minissérie da HBO faz saltar turismo na cidade

Agência de turismo responsável pela visita à cidade de Pripyat e a usina de Chernobyl relata aumento de 40% no índice de reserva para passeio ao local do pior desastre nuclear da história

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Na madrugada de 26 de abril de 1986, durante um teste de segurança, uma sucessão de falhas, que englobam erros técnicos e humanos, geraram uma reação descontrolada e, consequentemente, uma explosão no reator 4 da usina de Chernobyl, situada na cidade de Pripyat, que hoje faz parte do território ucraniano.

O acidente levantou preocupações sobre a cultura de segurança na energia nuclear do país e o encobrimento do desastre por parte do governo soviético foi um catalisador para a glasnost, uma serie medidas políticas que pavimentaram o caminho para as reformas que levaram ao colapso da URSS. A tragédia configura-se como o pior desastre nuclear da história.

Hoje, mais de 30 anos após o incidente, o assunto volta à tona. A nova minissérie da HBO, que carrega o nome da usina, Chernobyl, retrata os primeiros momentos pós-desastre e mistura fatos reais e dados oficias com narrativas ficcionais para contar a história da catástrofe em cinco episódios.

PUBLICIDADE

Graças à popularidade da série, as visitas guiadas à “cidade fantasma” crescram 40%. Em entrevista à Reuters, o diretor da Chernobyl Tour, Yaroslav Yemelianenko afirmou “As reservas de pacotes para junho, julho e agosto crescendo como nunca. Minha agência tem feito muito sucesso, já que inclui visitas a alguns dos lugares retratados na minissérie, como o bunker militar.”

Com valores em torno de US$100, os pacotes acompanham também guias especializados e um estrito manual de comportamento para evitar contaminações.

Durante a tour, as principais “atrações” são, justamente, os arredores da usina nuclear e um grande parque de diversões a poucos quilômetros dela. Ele seria inaugurado alguns dias depois da explosão, portanto, nunca sequer foi usado.

“Muitas pessoas vêm aqui, fazem muitas perguntas sobre o programa de TV, sobre todos os eventos. As pessoas estão ficando cada vez mais curiosas”, disse a guia Viktoria Brozhko, que insiste que a área é segura para os visitantes. “Durante toda a visita à zona de exclusão de Chernobyl, você tem cerca de dois microsieverts, o que equivale à quantidade de radiação que você recebe por ficar em casa durante 24 horas”

A minissérie retrata o escândalo da alta cúpula soviética ao tentar encobrir o caso e em como a explosão aconteceu, além de mostrar os efeitos da radiação no corpo humano e no ambiente. Todo o desastre é, também, um plano de fundo para uma série de histórias chocantes e notáveis dos civis que perderam suas vidas tentando reduzir os danos do desastre.

Invista seu dinheiro com segurança. Abra uma conta gratuita na XP.