CEO da Gol diz esperar que Voa Brasil seja lançado no começo de 2024

Programa deve alcançar de 2 milhões a 8 milhões de brasileiros na sua primeira etapa

Estadão Conteúdo

Publicidade

As negociações das empresas aéreas com o governo federal sobre o Voa Brasil seguem em aberto, mas o CEO da Gol, Celso Ferrer, espera que o programa seja lançado no começo de 2024. A iniciativa desenvolvida pelo Ministério de Portos e Aeroportos prevê passagens mais baratas para determinado grupo de passageiros.

“Ainda está sendo discutido qual tecnologia será usada, quem estará elegível”, explicou o executivo. Segundo ele, está na mesa a inclusão de beneficiários do Bolsa Família, do ProUni e até de outros programas do governo.

“Nossa única preocupação é evitar qualquer tipo de canibalização com nossos consumidores atuais”, afirmou Ferrer. Para o executivo, o programa pode incrementar a base de consumidores low cost. “Podemos ter um incremento de mais de um milhão de passageiros com o programa”, avalia.

Planilha Gratuita

O seu bolso vai agradecer

Organize a sua vida financeira com a planilha de gastos do InfoMoney; download liberado

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Entenda

O Voa Brasil deve alcançar de 2 milhões a 8 milhões de brasileiros na sua primeira etapa.

“Temos possibilidade de inserir mais 30 milhões a 50 milhões de brasileiros na aviação. Não conseguimos fazer um programa para todos os brasileiros da noite para o dia. A primeira etapa será com públicos específicos”, disse Silvio Costa Filho, ministro de Portos e Aeroportos. O programa prevê passagens aéreas a R$ 200.

Segundo o ministro, uma outra possibilidade em análise é a criação de uma versão internacional do programa, mirando o mesmo público estudantil da ampliação.