Brasil: 15% da população tem conta bancária

Segundo estudo, concentração maior das agências bancária é no Sul e Sudeste, bem como a oferta de crédito, o que significa entrave para desenvolvimento do País

SÃO PAULO – Da população brasileira, somente 15% possui conta bancária. Além disso, nos cerca de cinco mil municípios existentes no País, quase dois mil, a maioria presente no Norte e Nordeste, não contam com agências bancárias.

Segundo a Agência Brasil, as informações fazem parte do relatório mundial “Arquitetura da Exclusão”, do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), divulgado nesta sexta-feira (15) e elaborado por mais de 400 organizações em 60 países, que mostra as diferenças entre as regiões brasileiras.

Os números indicam que os brasileiros que vivem no Sul e Sudeste do País têm mais acesso às ofertas de crédito. Segundo o estudo, em 1991, o Sudeste detinha 67% da oferta de crédito, que subiu para 75% em 2003. Em contraposição, no Nordeste, esta participação caiu de 11% para 7% no período analisado.

Opinião

De acordo como pesquisador do Ibase, Luciano Cerqueira, a realidade indicada pelo estudo de concentração de oferta de crédito emperra o desenvolvimento da nação como um todo, já que concentra também a renda, a riqueza e a indústria.

“Se o crédito está concentrado em algum lugar, as empresas se concentram na mesma região, reforçando ainda mais as disparidades. Isso é ruim não só para a economia, mas para as pessoas, porque tendo acesso ao crédito elas podem investir e gerar empregos, pagar suas dívidas e movimentar a economia, qualquer que seja o destino que derem aos recursos adquiridos”, disse Cerqueira.

Para que este quadro de diferenças entre as regiões brasileiras mude, Cerqueira sugere a reformulação do sistema financeiro do País, que leve as agências para todos os municípios, estimule a tomada de crédito e crie a vantagem para realização de empréstimos pelos bancos.