Internet veloz

Após Brasília, BH, Porto Alegre e João Pessoa terão 5G a partir de sexta

Anatel vai formalizar amanhã sobre a estreia da internet de 5ª geração em mais 3 cidades; tecnologia deve chegar a todas as capitais até setembro

Por  Equipe InfoMoney -

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai decidir amanhã, quarta-feira (27), que Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre serão as próximas capitais a receber o sinal do 5G no Brasil. A primeira cidade do país a ter a internet de 5ª geração foi Brasília, no começo do mês.

A expectativa é que as operadoras TIM, Vivo e Claro acionem o 5G imediatamente após o sinal verde da Anatel, assim como aconteceu em Brasília, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. As antenas, porém, devem cobrir apenas uma parte das cidades neste primeiro momento.

Moisés Queiróz Moreira, conselheiro da Anatel e presidente do Gaispi (Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz), convocou uma reunião extraordinária do grupo para quarta-feira (27).

O Gaispi é o grupo responsável por “limpar” a faixa no ar por onde vão transitar os sinais do 5G. Segundo a agência, o encontro de quarta vai deliberar “a liberação da faixa de 3,5 GHz em três capitais brasileiras, por terem atendimento dos requisitos necessários: João Pessoa, Porto Alegre e Belo Horizonte”.

Os jornais O Globo e O Estado de S. Paulo e o portal g1 dizem que o 5G vai estar disponível nessas três capitais a partir da sexta-feira (29), mas a Anatel não confirma a informação. Questionada pelo InfoMoney, disse que “‘ainda não podemos adiantar datas pois vai depender de decisão do Gaispi”.

‘Limpeza’ da faixa de 3,5 GHz

O presidente do Gaispi disse ao Estadão que a reunião de amanhã vai apenas formalizar a liberação. Queiróz afirmou que a “limpeza” da faixa de 3,5 GHz já está bastante avançada em João Pessoa, Porto Alegre e Belo Horizonte: a instalação dos filtros já foi concluída, e os testes foram realizados ao longo do fim de semana (no caso da capital mineira, os testes foram concluídos ontem, segunda).

A “limpeza” da faixa visa acabar com possíveis interferências, fazendo a migração do sinal de TV por antenas parabólicas da atual frequência, na banda C, para uma nova frequência, na banda KU. Para isso, equipes estão instalando filtros nos equipamentos para fazer um “desvio” no sinal.

Os resultados têm se mostrado positivos, sem interferências, segundo o conselheiro. “Essas cidades estão avançadas nos trabalhos, fizeram os testes no fim de semana e terminaram agora. A limpeza já foi feita”.

Outras capitais

Outras cidades como Goiânia, Salvador, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo também já estão trabalhando na “limpeza” da faixa, mas Queiróz disse que ainda não é possível estimar uma data para liberação do 5G nessas capitais. “Rio e São Paulo são sempre mais complicadas”, disse o conselheiro, referindo-se à dimensão das cidades e ao número de filtros a serem instalados.

A ativação do 5G nas capitais estava originalmente prevista para acontecer até 31 de julho, mas o Gaispi pediu a prorrogação o prazo por mais 60 dias (o que era previsto no edital de leilão das faixas) por causa da lentidão da chegada dos filtros importados da China.

O 5G funciona apenas em aparelhos de celulares específicos. Por ora, são quase 70 modelos de smartphones aptos a funcionar com a tecnologia no Brasil. Leia aqui um perguntas e respostas sobre a internet de 5ª geração.

(Com Estadão Conteúdo)

Como calcular 13º, férias e rescisão?
Baixe uma planilha gratuita que te ajuda com as contas de salário, férias, descontos e cálculos demissionais:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe