Amazon Prime Day começa nesta terça; veja as principais ofertas

Prime Day tem 48 horas de duração e é exclusivo para os clientes assinantes do serviço Prime

Giovanna Sutto

(Shutterstock)

Publicidade

SÃO PAULO – A Amazon está promovendo o Prime Day 2020, seu tradicional evento de descontos que acontece pela primeira vez no Brasil, entre esta terça (13) e quarta-feira (14). Serão mais de 15 mil produtos com promoções para os clientes membros do serviço Prime, que chegou ao país em setembro do ano passado.

O Prime é uma assinatura, concorrente da Netflix, GloboPlay, entre outros, que custa R$ 9,90 por mês e oferece frete grátis e acesso a filmes e séries, música, livros e jogos, entre outros benefícios. Além disso, os clientes contam com entregas em um dia útil para produtos elegíveis.

Segundo Alex Szapiro, presidente da Amazon no Brasil, o crescimento do Prime no seu primeiro ano de operação brasileira supera o registrado em todos os demais países em que a Amazon oferece o programa. No mundo todo, o Amazon Prime conta com mais de 150 milhões de assinantes.

Conteúdo XP

Peça o melhor cartão de crédito do Brasil e tenha acesso à Salas vip e Investback nas compras

O Prime Day, que na verdade tem 48 horas de duração, acontece em 19 países neste ano. O evento foi introduzido em 2015 para impulsionar as vendas durante o verão no Hemisfério Norte, e normalmente ocorre em julho, mas foi adiado este ano para 13 de outubro devido à pandemia.

Os clientes membros do Prime podem aproveitar as promoções em qualquer lugar com o Amazon App ou no site da varejista.

Como em qualquer evento de descontos, é sempre importante checar se as ofertas realmente valem a pena. Allan Inácio, professor de finanças da PUC-PR, diz que comparar os preços é a melhor forma de evitar ciladas em eventos como esse.

Continua depois da publicidade

Na BlackFriday, por exemplo, ficou famosa a frase que diz que os “produtos são vendidos pela metade do dobro”, em alusão a itens que tiveram seus preços elevados pouco antes do evento para aparecer com valores promocionais depois.

Sites comparadores de preços como Buscapé, Zoom, Bondfaro e JáCotei permitem consultar os preços históricos de diversos produtos para entender se a promoção é real ou se não passa de jogada de marketing.

“Naturalmente, para fazer um bom negócio o produto precisa estar mais barato do que costuma ser. Nesse caso, a Amazon é um marketplace, ou seja, vendedores terceirizados anunciam seus produtos na plataforma da varejista. Então, além de sites comparadores de preços, olhar os valores dos mesmos produtos em outros marketplaces é uma boa forma de ver se vale ou não a pena”, diz Inácio.

Ele ressalta que eventos como o Prime Day podem trazer oportunidades, mas especialmente nesse ano de pandemia e instabilidade econômica, mais do que nunca, as pessoas devem fazer as compras apenas se tiverem recursos para isso.

“Se há qualquer receio em relação à perda de renda, é melhor se resguardar e evitar comprar. Não vale correr o risco de cair em um cheque especial, caso não consiga pagar o produto mais para frente. Seria trocar o desconto que conseguiu no produto hoje por juros ao banco no mês que vem. Por outro lado, se tiver uma certa previsibilidade de renda, pode aproveitar as oportunidades. Mas sempre pesquisando os valores para evitar compras por impulso. Outra dica para quem tem dinheiro disponível é comprar à vista e evitar parcelamentos desnecessários”, explica.

O professor lembra também que os interessados nas promoções devem se certificar de acessar o site ou aplicativo oficiais da Amazon para evitar golpes ou prejuízos financeiros.

Confira os principais destaques do evento durante os dias 13 e 14 de outubro, segundo a Amazon:

Livros

Eletrônicos

Entretenimento – Brinquedos, Games e Papelaria

Dispositivos Amazon

Serviços da Amazon

Moda

Casa & Cozinha

Bens de consumo

Casa

Giovanna Sutto

Repórter de Finanças do InfoMoney. Escreve matérias finanças pessoais, meios de pagamentos, carreira e economia. Formada pela Cásper Líbero com pós-graduação pelo Ibmec.