Cenário ainda é incerto

52% dos empresários estão pessimistas com as vendas no Dia dos Pais, diz Boa Vista

Pessimismo por parte dos empresários indica dificuldade na retomada da economia

SÃO PAULO – Mesmo com a reabertura gradual do comércio, 52% dos empresários estão pessimistas em relação às vendas do Dias dos Pais, segundo pesquisa realizada pela Boa Vista. A data é uma das mais importantes para o varejo, representando, em média, 5% do faturamento anual para 44% das empresas.

Apenas 19% dos varejistas ouvidos pelo levantamento estão otimistas em relação ao feriado.

O estudo também revela que 78% dos entrevistados acreditam que o volume de vendas será igual ou menor que o do Dia das Mães. Na média, apenas 12% trabalham com previsão de aumento nas vendas em relação ao ano passado. A perspectiva de aumento nas vendas é de 15% no comércio, de 10% no setor de serviços, e 29% na indústria.

PUBLICIDADE

Com a pandemia acelerando o processo de digitalização das micro, pequenas e médias empresas, o levantamento identificou que 51% dos empresários viram novas oportunidades de negócios no comércio eletrônico. Do total, 39% já utilizam loja virtual; e 31% operam com loja física e virtual. Desses, 64% irão manter os investimentos no canal virtual para alavancar as vendas do Dia dos Pais.

Apesar da mudança drástica de cenário, os empresários apostam que os artigos mais vendidos serão parecidos com os dos anos passados.  Para 39% deles, itens de vestuário seguem como opção favorita, seguidos por acessórios (como cintos e carteiras) e bebidas.

A expectativa da maioria dos empresários do varejo (62%) é que os consumidores gastem até R$ 100 em compras, enquanto apenas 12% esperam que os consumidores desembolsem um valor superior.

Panorama geral

O estudo também identificou que os empresários estão receosos quanto à reabertura do comércio e serviços. Cerca de sete em cada dez dos entrevistados aprovam a retomada gradual. Sendo que 43% dos participantes apontaram que as primeiras semanas de retomada promoveram melhora nos negócios.

Sobre as perdas anuais causadas pelas medidas de restrição que fecharam o comércio não essencial, 62% dos empresários estimam prejuízos acima de 30% nos negócios, na comparação com o ano anterior.

Eles avaliam que prospectar e manter os clientes são as principais dificuldades enfrentadas hoje, seguidas pela falta de crédito para manutenção do negócio e baixa taxa de aprovação de empréstimos.

“Se por um lado, como mostra a pesquisa, o otimismo ainda não acomete a maior parte dos empresários em relação ao aumento das vendas na próxima data comemorativa, por outro mostra que a maioria está interessada em manter os canais online para prospectar e manter clientes”, afirma Lola de Oliveira, diretora de produtos 2.0 e de relacionamento da Boa Vista.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.