Crescimento com responsabilidade: número de investidores na Bolsa sobe 50% em um ano

É preciso muita atenção no início no mundo dos investimentos. É importante que você faça aplicações de acordo com o seu perfil de investidor e assumindo riscos ciente das possibilidades

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

A explosão do número de CPFs na bolsa nos últimos anos não é surpresa para ninguém. Mas a solidez do ritmo de crescimento continua impressionando positivamente. Na tarde desta segunda-feira (14), a B3 divulgou um novo relatório com os dados de negociação do último mês de maio – e os números agradam.

Levando-se em consideração o mercado de ações, termo, futuro e de opções, a negociação subiu 27,6%, para R$ 33,2 bilhões, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já em comparação com o mês anterior, a alta foi de apenas 1,7%.

Em se tratando apenas do índice Ibovespa, o volume financeiro negociado saltou de R$ 407 bilhões, em maio de 2020, para R$ 490 bilhões no mesmo mês deste ano — um aumento de 20,39% na comparação mês a mês.

Mas não foram apenas os números de negócios fechados que chamaram a atenção. A B3 também informou que o número de investidores ativos atingiu 3,77 milhões, alta de 50,2% na comparação anual.

Outro dado que chama atenção foram os IPOs em 2020, mesmo com a pandemia assolando o país, com a estreia de 46 empresas que não eram listadas em bolsa. As empresas negociadas na B3 chegaram a 437, contra as 391 de maio de 2020.

Por fim, o valor de mercado das companhias abertas cresceu 58,8% em um ano, chegando a R$ 5,44 trilhões.

Crescimento que deve ser ordenado

Assim como em qualquer área de nossas vidas, tudo o que é novo desperta curiosidade e interesse. Com o mercado financeiro não é diferente, ainda mais com a possibilidade de se ganhar dinheiro de qualquer lugar e com extrema liberdade de horário.

Mas é preciso muita atenção nesse início no mundo dos investimentos. No mercado financeiro, diversos produtos são oferecidos. É importante que você faça aplicações de acordo com o seu perfil de investidor e assumindo riscos, ciente das possibilidades de cenários daqueles investimentos.

Nos últimos anos vimos uma escalada de fontes de consulta sobre o tema, além de uma série de medidas que tem a intenção de abrir o horizonte de investimentos do brasileiro. Isso fez com que investimentos mais tradicionais e pouco rentáveis perdessem lugar na tomada de decisão do investidor comum. Isso é excelente. Temos mais conhecimento, mais informação e produtos cada vez mais competitivos.

PUBLICIDADE

O grande problema mora na falta de interesse pela busca do conhecimento, que faz os mais desatentos e afobados entrarem em um mar desconhecido de possibilidades sem estarem cientes dos riscos inerentes àquela atividade.

Por isso, no meu canal do YouTube, montei um treinamento com quatro aulas que está disponível para quem tem interesse em mergulhar nesse universo do day trade e do swing trade.

Ao longo desses seis anos de análise técnica, desenvolvi um método simples e eficiente, capaz de tornar pessoas comuns em verdadeiros traders de resultado. É isso que ensino na minha comunidade, a Comunidade dos Comfrades.

As inscrições foram abertas nesta segunda-feira (14), depois de dez meses de comunidade sem abertura de vagas. Para se inscrever, basta acessar meu canal do Instagram, com link na descrição. Ou no grupo VIP do WhatsApp (que receberá um bônus ao entrar no meu método “4 Semanas de Gain”): https://meugrupo.vip/s/2941.

Te espero lá! Vamos virar o jogo e aprender de fato a tirar dinheiro do mercado.

Filipe Fradinho

É analista CNPI da Clear Corretora, formado em administração de empresas pela PUC-RIO. Acumula passagens por empresas como Ágora Corretora, Órama e Ativa Investimentos. Atuou como trader profissional, operando Day Trade e Swing Trade de Ações, mas se especializou em operações de Day Trade no mercado futuro de índice e dólar. Atualmente, faz parte do #TeamClear e é responsável pela sala educacional de Análise, a EducaClear, no canal da Clear no YouTube.