A importância de um mentor para se aprender day trade

O melhor aprendizado é transmitido através da vivência com alguém que sabe e que esteja disposto a ensinar

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Você que está começando a aprender day trade já deve ter se perguntado: será que devo comprar um curso para aprender? Como faço para começar?

Com a vasta quantidade de informações na internet, muitas vezes aprender a fazer coisas simples se tornou bastante fácil e acessível. Um vídeo no YouTube pode nos ajudar, e com esse simples gesto aprendemos o que precisamos. Mas será que o mesmo acontece quando falamos em aprender day trade?

Assim como você, eu também já fui iniciante. No começo, recorri a diversos vídeos no YouTube e muito conteúdo do Google para aprender o que era todo esse universo novo.

A quantidade de informações na internet acabou me deixando confusa. Por isso, meu aprendizado não foi estruturado, já que os conteúdos não apresentavam uma sequência lógica para um aprendizado ideal.

No começo, eu realmente achava que iria encontrar algo simples e fácil que poderia funcionar. Muitas vezes, aprendi uma estratégia que nem entendia. E o pior, no dia seguinte, já estava executando-a. Se não desse certo, meu ego genial achava que já tinha nascido sabendo e tinha a percepção de que a estratégia poderia funcionar se ajustada. Quanto ego envolvido no começo!

A verdade é que tudo isso fez com que o processo para me tornar uma trader fosse muito lento. Nós não conhecemos o caminho e ficamos tentando encontrar alguém que vá nos levar a ganhar dinheiro no mercado. No meu início, seguia vários traders e tentava aprender operações olhando os stories do Instagram — como muitos de vocês que me seguem fazem.

Quando não conseguia resultados, investia mais em cursos. Deparei-me com muitos cursos bons e ruins, mas a verdade é que nem assim eu conseguia evoluir. Questionei-me bastante, duvidando se alguém realmente ganhava dinheiro com trade, pensei em desistir muitas vezes.

Até que resolvi dar a minha última cartada e gastar o último dinheiro que eu tinha comprando o curso day trade mais caro da minha vida no valor de R$ 30 mil. Sim, você não leu errado, gastei tudo isso em um curso. Estava decidida que, se não desse certo, esqueceria mercado e encontraria outra ocupação na vida.

Para minha surpresa esse curso acabou sendo o melhor investimento que fiz, ele mudou minha vida para sempre. Foi ele quem me fez estar aqui hoje escrevendo para você.

PUBLICIDADE

Não comprei um curso, paguei pela experiência de um mentor com 38 anos de mercado. Esse mentor, como muitos já sabem, é o Oliver Velez, o melhor trader do mundo, na minha opinião.

Vocês podem argumentar: “Ari, você tinha R$ 30 mil, mas eu não tenho isso para investir em um treinamento.” Acredite, paguei vários cursos aqui no Brasil que diziam que iriam me ensinar o método do Oliver. Contudo, além de ter prejuízo, ninguém é como o original. Por isso, pessoas de sucesso merecem, sim, admiração e respeito.

Hoje percebo a diferença de um verdadeiro trader e de alguém querendo imitar um grande trader. Eu me apeguei a cada ensinamento que ele me deu, parei de seguir todos os traders nas redes sociais e estudei muito. O resultado é que hoje, três anos depois, sou uma trader consistente, apesar de ainda em evolução.

O que mudou minha vida e realmente me fez aprender foi ter o olhar de alguém experiente para me guiar. Muitas vezes, não entendia o ensinamento naquele momento que aprendia. Meses depois, fazia todo sentido. Para mim, nada substitui um mentor.

Sempre digo que é como você ver uma receita na internet. No vídeo, te mostram como fazer a receita e, mesmo seguindo os passos, voltando o vídeo várias vezes, certificando-se de que cada passo saiu exatamente como ensinado, a receita não dá certo.

A verdade é que existem conhecimentos que são aprendidos apenas com a experiência. A melhor forma de obter esse aprendizado é ter alguém ao seu lado para lhe ensinar.

Se a moça da receita do vídeo estivesse do seu lado certamente iria te dizer o que está errado e sua receita teria mais chances de dar certo. Com o trade não é diferente, ter uma pessoa olhando para meus investimentos e dizendo onde estão os erros me fez ser hoje a trader que sou.

O mentor é alguém que já trilhou aquele caminho, errou e sabe como percorrê-lo da melhor forma. É claro que cada pessoa tem sua própria jornada para percorrer, mas um mentor vai te salvar de muitas perdas e frustrações. Ele sabe que você é diferente dele e terá o seu processo, mas pode te mostrar facilidades para que seu aprendizado seja da melhor forma possível.

PUBLICIDADE

Meu mentor levou seis anos para chegar à consistência. Com a ajuda dele, levei apenas alguns meses para começar a produzir pequenos ganhos e pouco mais de um ano para começar a pagar as contas com o trade e viver de uma forma mais tranquila, com liberdade financeira.

Nesse trajeto, por incentivo do meu mentor, hoje, acabei me tornando mentora de várias pessoas e o que posso dizer é que a troca é muito boa. Eu não seria a trader que sou sem os alunos que tive no caminho. A cada questionamento e nova situação, tive que me esforçar mais para ajudá-los e, por isso, evoluí tanto. Querer ajudar o outro me tirou da zona de conforto e me fez aprender mais.

Espero ter conseguido compartilhar um pouco da minha trajetória até conseguir ser trader e mostrar como ter um mentor mudou minha vida, permitindo que eu tivesse os resultados que tenho hoje. Para mim, o melhor aprendizado é transmitido através da vivência com alguém que sabe e que esteja disposto a ensinar.

Ariane Campolim

Ariane Campolim é produtora de conteúdo na Clear Corretora. Atua como investidora desde 2015, principalmente como trader. Antes de trabalhar no setor, ela foi analista de tecnologia do Itaú Unibanco. É formada em física médica pela UNESP e cursou pós-graduação em negócios e gestão de pessoas no Insper