Russos, euros e lucros

Me peguei sonhando: se eu fosse russo ou árabe, comprava uma propriedade nas ilhas gregas! Lucro em euro e tranquilidade real.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

“Na semana passada, um milionário russo casou a filha aqui… Gastou cerca de 2 milhões de euros”. A afirmação é de Michael Sfakianakis, um empresário que lida com mercado de alto luxo na Grécia. Ele se referia a um magnata o qual, obviamente, não revelarei aqui por questões éticas.

Estamos na ‘Terra dos Deuses’

Como vocês se lembram, estou na terra dos ‘Deuses do Olimpo’… Na verdade, com a crise na Europa, e especialmente na Grécia, o lugar está virando rapidamente a terra dos ‘deuses russos’. Estamos em Mykonos, uma das mais cosmopolitas e badaladas ilhas do mediterrâneo grego. É aqui que o tal magnata gastou a bagatela de mais de 6 milhões de reais para casar sua única e rechonchuda filha.

Russos & árabes

“Por causa dos russos e dos árabes, a crise em Mykonos está prestes a terminar”, afirma Michael com olhos brilhantes e pensamentos promissores. Como assim? Pergunto rapidamente ao meu esperançoso empresário helênico. “Simples”, diz ele. “O restante da nossa querida pátria vai demorar ainda dois ou três anos para se livrar desta que é a mais aguda e persistente crise que a Grécia já viu. No entanto, a ilha de Mykonos, como sempre, será a primeira a voltar aos dias de ‘dolce far niente‘, principalmente por causa dos nossos amigos do Oriente Médio e da Ásia.
 

Preços param de cair

Veja, continua ele, há uma casa aqui na ilha que exemplifica muito bem essa questão. Uma mansão, com centenas de metros quadrados de área construída, num dos melhores pontos, com vista para o mar, muitas suítes, swimming pool, jacuzzi, etc, que valia 10 milhões de euros antes da crise. Chegou a custar pouco menos da metade deste valor. No ano passado, o dono, um bem sucedido médico, estava disposto a vender o imóvel ao primeiro estrangeiro que lhe pagasse a vista. Que coisa, pensei eu… e curioso, insisti para Michael continuar. Isto foi em 2013. Agora, com os magnatas retornando para Mykonos, os preços pararam de cair. A tal casa do doutor já voltou para a casa dos 5 milhões de euros. E nos próximos dois anos, completa ele, deverá chegar aos 7 ou 8 milhões. E garanto, afirma ele, em no máximo quatro anos voltará a ter o real preco de mercado, ou seja, 10 milhões de euros.

Por que eu não nasci na Rússia ou no Oriente Médio pensei? Na verdade, hoje a Grécia ainda é uma excelente opção para pequenos, médios e grandes investidores. Eu posso até ser suspeito porque, além de ser jornalista sempre tenho dúvidas na hora de investir meu dinheiro.

Imóvel: oportunidade única

Mas de uma coisa eu e empresários como Sfakianakis da GMEDE (Glamorous Mediterranean Experience) temos certeza. Investir em imóvel é retorno garantido. Especialmente quando se compra uma boa propriedade por bem menos do que ela vale. E mais ainda quando o dono ‘precisa’ vender. É mais ou menos assim: ou vende ou vende, caso contrário, as contas acabam, aos poucos, destruindo o patrimônio… Fiquei olhando para o sol que gostosamente ia embora no meio do azul profundo do mar mediterrâneo… Se eu tivesse um dinheirinho sobrando seguramente investiria em uma ilha grega. Sobretudo agora. Já me vejo desfrutando do sossego com vista para o mar ou da badalação do jet set internacional. Delícia. E, ainda por cima, meu dinheiro se multiplicando em euros! Ah, sonhos de uma tarde de verão que, no meu caso, se foram com o por do sol…
 

Semana que vem: Vinícolas!

Um por do sol, aliás, esplêndido, único, helênico! Nesta semana, visitei também uma belíssima vinícola em outra ilha grega: Paros! Uma ilha que eu não conhecia mas que me encantou… E pelo jeito também encantou muitos artistas de cinema que, por conta da, digamos, pouca frequência dos “paparazzis”, está se tornando rapidamente uma das mais procuradas depois de Mykonos, claro… Bem, então, encontro marcado para semana que vem que eu vou voltar a sonhar com minha propriedade em uma ilha grega. Sonho, ao menos, é gratuito. Viva, ou em grego, ‘Yássas’!

Paulo Panayotis