Restaurante bom e barato em SP? Venire Eataly!

Uma das coisas mais difíceis hoje em dia, especialmente para quem mora nas grandes cidades, é encontrar um bom restaurante a preço justo! Mas a abertura do Eataly, no próximo dia 19, pode mudar o jogo. Misto de boutique gourmet, terá muitos restaurantes reunidos em um só ponto e promete servir boa comida(boa mesmo!) a preços justos. Fora do Brasil já comprovei! É verdade!

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Restaruante bom e barato em SP? Venire Eataly!

“Foi no fio do bigode! Fechamos o negócio sem assinar contrato! A burocracia veio depois! Foi pura química“.  Com “brace” (brasa) nos olhos, Bernardo não esconde o entusiasmo. “É o filho mais jovem (e provavelmente rebelde) do grupo St Marche”, completa ele. Victor Leal e  Bernardo Ouro Preto, sócios brasileiros do Eataly São Paulo @eatalybr, investiram cerca de R$ 40 milhões no projeto ancorado quase na esquina da Avenida Brigadeiro Faria Lima com Juscelino Kubistchek, em SP.

Produtos com sotaque “italiani”

“E este valor foi apenas na compra do terreno , na construção e nos equipamentos e móveis do Eataly SP”, faz questão de deixar claro. Ele não fala, no entanto, qual  foi o investimento total considerando funcionários e ingredientes (grande parte com sotaque e dialeto italianos, capisce?).  Serão aproximadamente sete mil produtos à venda em 22 setores, sendo  1.317 italianos. No Brasil, são mais de 400 fornecedores.  No total,  serão sete restaurantes , mercado, adega, etc, espalhados em três andares e mais de 4,5 mil metros quadrados. Um gigante, mesmo para o Brasil!

Eataly Milano!

Quando conheci o conceito do Eataly (uma brincadeira semântica que une Eat + Italy, que significa algo como “comer a Itália” em livre tradução) fiquei fascinado. Estava no Eataly de Milão, no norte da Itália. No começo, não entendi. Estava em busca de um bom lugar para almoçar, mas, ao entrar, antes de chegar a um dos  seus mais de dez restaurantes, fui fisgado. Presuntos crus, pastas, carnes, massas, enfim, tudo piscava sedutoramente para mim. Tudo para levar. Ou devorar ali mesmo.

Encontrei meu lugar no mundo!

Acabei comprando guloseimas italianas de primeira qualidade, um bom tinto e fui fazer um belo piquenique. Voltei no dia seguinte. E no outro dia. E no terceiro também. Além da excelência dos produtos, a relação custo benefício era imbatível! 
Ou seja, produtos de primeira por preços mais do que razoáveis! Salute! Encontrei meu lugar no mundo, pensei gulosamente!

Eataly NY

Quando fui a Nova York pela primeira vez, nem pestanejei! Fui conhecer o Eataly “americani”! Fica na quinta avenida, a famosa Fifth Avenue. Escolado, já sabia como funcionava a casa. Nem o formigueiro humano – comum à rede – incomodou. Novamente a dúvida: comer lá ou levar para viagem? Angustiado e faminto, optei pelos dois! Voltei várias vezes. Volto sempre! Até porque, pensei com meus temperos, une qualidade e preços fantásticos! Mama mia

Eataly São Paulo

Cheguei ao Eataly, em São Paulo, praticamente derrotado pelo pesado trânsito paulistano. Mau humorado! Deixei o carro com os manobristas. Claro que tem manobristas.O humor foi voltando, voltando… O dia era reservado à imprensa (#pressdayeatalybr). Na chegada, o pé direito alto já impressiona. 
Fui provando especialidades distribuídas pelas “barracas” internas.  Um arancini aqui (bolinho frito de risoto recheado com queijo), um pedaço de pizza ali, e “presto” o bom humor estava de volta!

Eataly “sao paolese”

Espaços amplos, bem iluminados, pé direito colossal! Para mim, bairrismos à parte, nosso Eataly é mais bonito que os “outros”.
Uma dúvida, no entanto, me perseguia desde que soube que teríamos o primeiro complexo gastronômico da rede na América Latina: O nosso Eataly  “sao paulese” terá a mesma relação custo-benefício? Ou se renderá à formula da grande maioria dos bons restaurantes brasileiros, onde o prazer da boa mesa se vai com a chegada da conta? 

Food fusion, capisce??

“Nosso objetivo é promover a integração e interação das duas culturas na cozinha”, afirma Oscar Farinetti, fundador do Eataly. Pesquisamos muito para descobrir produtos brasileiros para usar na fabricação de nossas massas e queijos.
Vá bene! Mas e os preços? “A vocação do Eataly é boa comida a preços justos. Uma pizza (individual) deverá custar entre R$ 25,00 e R$ 30,00. O preço de um combo numa rede de fast food!”, afirma Bernardo, o entusiasmado sócio brasileiro. Me animei mais ainda.

Confort fast-food

“Queremos receber da secretária ao presidente da empresa. É assim em todo o mundo Eataly. Em todas as nossas 28 lojas espalhadas pelo mundo”, garante Victor, o outro sócio “brasiliani”. 
Lembrei de minhas experiências nos “Eataly” de Milão e NY. Suspirei! Tomara que dê certo! Vai quebrar muita gente, pensei com uma ponta de egoísmo e outra de vingança. Comer bem fora de casa está pela hora da morte no Brasil, concordei comigo mesmo. Venire EatalyCi sono voluti! Agora em português: Venha Eataly! Demorou!

Eataly de Milão, Itália | Crédito: Paulo Panayotis

A Bernardo Ouro Preto e Victor Leal, sócios brasileiros do Eataly SP | Crédito: Paulo Panayotis

A Eataly SP | Crédito: Paulo Panayotis

A Press Day – Brindando ao sucesso do Eataly SP com Bernardo Ouro Preto | Crédito: Paulo Panayotis

Eataly de Nova York, EUA | Crédito: Paulo Panayotis

Paulo Panayotis