O Tahiti é logo ali.

Já estive em mais de sessenta países no mundo mas devo admitir: nunca tive uma experiência tão completa e intensa como no Tahiti. Explico: a força da natureza em Rangiroa, a doçura das pessoas em Moorea, o sabor dos peixes frescos em Papeete, o arco íris refletido nas cores das águas transparentes por todos os cantos. Seja na explosão de vida em baixo da água, seja na amabilidade das pessoas. Sempre pensei no Tahiti, mas nunca imaginei encontrar tanta diversidade de atrações, tanta hospitalidade, tanta energia vital. Agora eu sei realmente o que eles chamam de “Mana”!
Por  Paulo Panayotis
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Tahiti – Polinésia Francesa


Bangalos sobre as a´guas, marca registrada e sonho de consumo no Tahiti! | Crédito: Paulo Panayotis

Embarco para uma viagem que reúne 20 jornalistas e blogueiros influenciadores representando veículos, idades e públicos diferentes de 12 países: Brasil, Austrália, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Nova Zelândia, Canadá, França, Itália, China. Todos tem algo em comum: ninguém conhece a Polinésia Francesa.A proposta é conhecer a nova campanha global desenvolvida pelo Turismo do Tahiti e, assim, ter uma visão diferente deste paraíso. “O Tahiti que queremos dividir com vocês é muito mais do que Bora Bora, praias bonitas e bangalôs sobre as águas. São as montanhas encantadas de nosso país, as cachoeiras perdidas na mata, a força mágica de Mana. Mais do que mostrar queremos que vocês sintam essa magia”, anuncia a representante do Turismo do Tahiti, Gina Burton, que recebeu o grupo em Papeete. Muito mais do que falar, Gina sente essa magia e a energia de Mana e passa esse sentimento para todos. Aliás, frequentemente ela divide com os internautas fotos de seu trajeto até o trabalho… difícil trabalho, hein?


Jornalistas e influenciadores do mundo todo descobrem Mana, a forc¸a magica do Tahiti | Crédito: Paulo Panayotis

O grupo é dividido em dois com programas e destinos diferentes. Ao final, nos reencontramos e trocamos experiências e impressões sobre os lugares por onde passamos.O que nós conhecemos por Tahiti, são, na verdade, cinco grandes blocos de ilhas espalhados pelo Oceano Pacífico sul. Ao todo, 118 ilhas com paisagens bem diferentes, praias, atóis, vegetação intensa, cachoeiras, lagos, coqueiros e as águas mais transparentes e quentes que vi e senti na vida.


Cinquenta-ou mais-tons de azul | Crédito: Paulo Panayotis

Todos dizem que Deus é brasileiro. Mas seguramente ele criou o Brasil e se mudou para ao Tahiti. Não acredita? Então tem que ir – e sentir – para crer.


Simpatia e energia positiva, marcas de um povo orgulhoso da propria cultura | Crédito: Paulo Panayotis

A nova campanha global do Turismo do Tahiti busca exatamente isso: mostrar ao mundo a força de Mana. As ilhas do Tahiti possuem muitas vertentes e todas são conectadas por Mana, que, segundo a tradição, é a força e o espírito de vida que rodeia o povo polinésio. Ao vir para cá, você poderá ver, tocar, provar e sentir. Desde o momento em pisei aqui entendi porque as ilhas do Tahiti são – “Embraced By Mana” – abraçadas por Mana.


Cinquenta – ou mais ainda – tons de azul | Crédito: Paulo Panayotis

Para conhecer um pouco deste Tahiti diferente começo por um passeio pelo mar. O contato direto com as ondas, surfar no meio do oceano Pacífico sul e depois caminhar sobre corais e praias intocadas é chocante! Guiados pela destemida e energética “Vai”, do Turismo do Tahiti, descobrimos uma cachoeira de águas muito geladas que despencam sobre um mar de águas muito quentes. O choque é genial, inédito, inesquecível!


Bom dia, ou Ia Ora Na, no dialeto local | Crédito: Paulo Panayotis

Um mergulho em águas bravias me devolve ao pequeno barco que chacoalha como pairando sobre águas agora de um azul profundo.


A forc¸a de Mana encanta todos | Crédito: Paulo Panayotis

Sigo costeando morros, montanhas e paisagens intocadas para provar a deliciosa comida local.Não pode ser melhor! Chego de barco à uma antiga casa de uma família de pescadores encravada no meio da mata.


Atum cru com leite de coco, salada fresca e banana assada. Comida simples e saborosa

Aqui, experimento o prato mais típico da Polinésia Francesa: atum cru fresco com leite de coco e temperos. De comer rezando, amando e passeando!Mas também experimento a alta gastronomia em restaurantes badalados e a comida de rua nos roullotes, como são chamados os food trucks locais. Tudo de saborosíssimo!


Um barquinho a beira mar… | Crédito: Paulo Panayotis

A força de Mana realmente está em todas as ilhas, por toda a parte. O deslocamento entre as ilhas é feito de avião devido às distâncias e condições de navegação.


Natureza impactante em Rangiroa | Crédito: Paulo Panayotis

Pouso em Rangiroa, um dos maiores atóis do mundo. Imediatamente sinto o impacto da impressionante força da natureza agindo o tempo todo.


Um cantinho a beira mar… | Crédito: Paulo Panayotis

Mar de todos os lados, com lagoas de um azul transparente estonteante e ondas fortes que parecem reclamar sua porção de terra. O hotel onde estou hospedado fica em uma pequena faixa de terra de, no máximo, 300 metros de extensão. Meu amigo, lhe garanto… é uma sensação única!É um lugar de uma beleza estonteante e, ao mesmo tempo, relaxante.


Pe´rolas negras, um dos tesouros deste mar surpreendente | Crédito: Paulo Panayotis

Hora de conhecer um raro tesouro. É no Tahiti que são produzidas as raras – e caras – pérolas negras.


Pérolas naturais porém cultivadas | Crédito: Paulo Panayotis

Vou mergulhar em uma das “fazendas” onde esta joia da natureza toma forma para depois, com a ajuda da mão humana, adornar anéis, colares, pingentes e brincos espalhados pelas joalherias mais famosas no mundo inteiro.


Precisa dizer algo? | Crédito: Paulo Panayotis

Deixo Rangiroa rumo à Moorea a ilha-irmã do Tahiti.


Ideal para descansar, ideal para casar,ideal para nao fazer nada | Crédito: Paulo Panayotis

Lá aprendo um pouco sobre a cultura da Polinésia Francesa, seus costumes, sua história, suas tradições.


Tatuagem poline´sia, cultura e tradic¸ao | Crédito: Paulo Panayotis


Um aquário a céu aberto por todos os lados | Crédito: Paulo Panayotis


Nem só de esportes aquáticos vive o Tahiti! | Crédito: Paulo Panayotis

Mas aventureiro que sou, vou desvendar a ilha de quatro por quatro. A infra estrutura é excelente e os equipamentos bem mantidos. Não vá para Moorea sem dar uma voltinha pelas montanhas com essas máquinas nervosas e geniais.


Montanha encantada, ponto mais alto de Moorea | Crédito: Paulo Panayotis

Aproveito e conheço as plantações de “ananas” pequenos abacaxis danados de doces e termino o passeio no pico mais alto de Moorea: a montanha mágica!Que magia este lugar tem!


Stand up padle? Em qualquer lugar… | Crédito: Paulo Panayotis

Curtiu? Pois saiba que essa é apenas uma pequena amostra pois a Polinésia Francesa é muito mais do que isso.


Naureza selvagem, intocada, pura… Mana! | Crédito: Paulo Panayotis

Ela verdadeiramente me conquistou desde a chegada. Me recebeu você de braços e corações abertos. Há que ter paciência, pois ela se revela aos poucos, com tem que ser. Deixei o Tahiti encantado com aquela vontade de quero mais…Afinal de contas o Tahiti é logo ali.


Simpatia sincera, sorriso sincero, vida sincera… | Crédito: Paulo Panayotis

A força que emana de seu povo, sua cultura e suas tradições permanecerá para sempre na minha memória. I do really felt “Embraced by Mana”.E você por que não se deixa abraçar por `Mana´?

#Tahiti #fuievoltarei.


Com as queridas Vai(e) e Gina Burton(d), do Turismo do Tahiti | Crédito: Paulo Panayotis

O jornalista viajou a convite do Turismo do Tahiti, representado no Brasil pela Atout France, e da Air Tahiti Nui.

*** Em breve mais reportagens sobre as ilhas do Tahiti e seus encantos.

Acompanhe também nas redes sociais.

www.instagram.com/oquevipelomundo

www.facebook.com/oquevipelomundo

SERVIÇO

Polinésia Francesa – Como chegar

O Tahiti está a dois passos do Brasil.

A Air Tahiti Nui tem voo diários de Los Angeles para Papeete, onde fica o Aeroporto Internacional de Fa’aa. A duração é de cerca de 8 horas.

A American Airlines tem voos direto de São Paulo e do Rio de Janeiro para Los Angeles.

Para reservas e informações acesse: www.airtahitinui.com

Os voos entre as ilhas são feitos com a Air Tahiti (companhia aérea nacional).

Para reservas e informações acesse: www.airtahiti.com

Documentação

Para entrar no Tahiti é necessário ter passaporte com no mínimo seis meses de validade.

Não é necessário visto.

Vale lembrar que os brasileiros precisam de visto dos Estados Unidos para fazer a conexão em Los Angeles.

Onde ficar

Durante a viagem a delegação ficou hospedada nos seguintes hotéis:

Le Méridien Tahiti

Hotel Kia Ora Resort & Spa Rangiroa

Sofitel Moorea Ia Ora Beach Resort

Tahiti Pearl Beach Resort

Informações adicionais:

www.tahiti-tourisme.com

www.tahiti-turismo.com

Compartilhe
Mais sobre

Mais de Sua viagem, seu investimento

Sua viagem, seu investimento

Liverpool continua #cool!!!

Liverpool / Inglaterra – Foi a primeira vez que vi neve no Reino Unido. Estive em Liverpool há mais de uma década. Fiquei fascinado. Trabalhava como correspondente em Londres e fui gravar uma reportagem relacionada aos Beatles. Era inverno. Muito frio, muito, muito vento. No bate a volta da capital inglesa, somente conheci o Museu […]
Sua viagem, seu investimento

Viajar conectado: roaming ou chip?

Itália, França, Inglaterra e Mônaco. Imagine a seguinte situação. 1) Você está curtindo merecidas férias, viajando para a Europa pela primeira vez. Na euforia, topou habilitar seu celular para falar com amigos, família e, claro, postar tudinho. Afinal, quem consegue ficar muito tempo desconectado hoje em dia? 2) Assim como eu, você viaja muito a […]
Sua viagem, seu investimento

Avião nunca mais… vou de trem!!!

Eurostar, Canal da Mancha.Enquanto escrevo este artigo, o trem que liga a Londres, na Inglaterra, à Paris, na França, cruza o Canal da Mancha a mais de trezentos quilômetros por hora, a  mais de cem metros de profundidade. Penso comigo mesmo: nunca foi tão fácil, rápido e confortável percorrer cerca de quinhentos quilômetros e ir […]
Sua viagem, seu investimento

A fantástica Constantinopla, digo, Istambul!

Atenas, Grécia e Istambul, Turquia – Tio, quero ir para Jerusalém, em Israel e para Istambul, na Turquia…- Que Istambul? Que Istambul? Aquilo é Constantinopla, aquilo é nosso, é grego. Após “digerir” a explosão de autêntica agressividade helênica, olho para meu tio. Um tio, óbvio, grego! Grego até o tutano. Espero baixar o fogo em seus […]
Sua viagem, seu investimento

Hermitage, o gigante desconhecido

St. Petersburgo, Rússia. Quando cheguei à cidade de São Petersburgo, na Rússia, não acreditei. Ruas enormes, milhares de carros, corre, corre. Por todos os cantos, obras de arte. Ao menos, para mim eram obras de arte. Encravada no Golfo da Finlândia, entre Tallinn, na Estônia, e Helsinki, na Finlândia, São Petersburgo não podia ser mais […]
Sua viagem, seu investimento

Londres e os melhores parques do mundo

Londres, Inglaterra.São rosas? Sim eram rosas. Nunca me esquecerei. Era a primeira vez que visitava um parque inglês. Na realidade, era a primeira vez que visitava Londres, a capital da Inglaterra. Além das rosas, dezenas de outras flores multicoloridas brigavam pelo olhar “embasbacado” de turistas, frequentadores habituais e desocupados de plantão. Vermelhas, amarelas, púrpuras, lindas! […]
Sua viagem, seu investimento

Agrigento, a mais grega das cidades italianas!

Sicília, Itália. Desembarco no aeroporto Falconi Borselino, em Palermo, na Sicília. O tempo, claro. O voo de Paris, com escala em Roma, foi excelente. É no outono.A ideia é conhecer “a terra onde a CosaNostra, a máfia, nasceu”. Mas a Sicília guarda outro título bem melhor e mais antigo. Trata-se da Magna Grécia! É esta […]
Sua viagem, seu investimento

Ninho do tigre: o mais alto monastério do Butão!

Paro, Butão – “Preserve nosso rico legado natural: não polua as redondezas. Lembre-se: a natureza é a fonte de toda a felicidade”. A placa está bem no início da subida para o monastério Taktshang, o mais alto do reino do Butão. Uma névoa fina dificulta enxergar com precisão esta obra humana que desafia a natureza. […]
Sua viagem, seu investimento

Butão: onde ser feliz é sinônimo de simplicidade

Thimphu – Butão. Quando ouvi pela primeira vez falar no Reino do Butão, fiquei fascinado. Disse para mim mesmo: não posso partir deste mundo sem conhecer este outro mundo. E agora, olho para fora e vejo o Himalaia com seus picos eternamente brancos. O avião da Drukair, uma das duas únicas companhias aéreas do país, começa […]