Vencedores não esperam

Algumas pessoas esperam demais pelo momento certo para fazer algo e, com isso, perdem muitas oportunidades em suas carreiras.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Algumas pessoas esperam demais pelo momento certo para fazer algo e, com isso, perdem muitas oportunidades em suas carreiras. É o caso daquelas que precisam mudar de emprego, ou arrumar um, e não enviam seus currículos por uma série de motivos. Não enviaram em dezembro, porque é final de ano e, nesse período, as empresas não contratam. Também não enviaram agora em janeiro, porque é começo de ano e, é claro, as companhias não devem estar contratando. Aliás, pensam que é melhor esperar o carnaval passar, porque, afinal, o País somente começa a trabalhar depois do carnaval.

Na verdade, um grande freio em suas vidas é o medo de errar. Preferem não se arriscar a fazer algo que possa dar errado. É uma pena. Somente em janeiro, em uma única rede social observei uma empresa buscando profissionais para mais de mil posições de telemarketing. Outras procurando diretor financeiro, gerente de marketing, analista de RH, enfim, oportunidades para início imediato. Como aquele currículo não enviado terá chance de pegar uma dessas vagas? E aquele seu perfil desatualizado, ou ausente, na principal rede social para profissionais, como será encontrado pelos headhunters?

Não espere! Se algo der errado, aprenda com o erro, reflita e faça algo diferente até ter a carreira que deseja. É muito difícil lidar com as emoções negativas: principalmente frustração e medo. Se você basear suas ações na tentativa de evitá-las, poderá esperar indefinidamente. O resultado será uma carreira menor do que poderia ter sido. Não estou pedindo para você ser imprudente, ou fazer coisas insanas, mas apenas para não esperar por um momento no qual tenha 100% de certeza de que não cometerá um erro para, então, agir.

Pessoas que realizaram grandes obras em suas profissões cometeram muitos erros, lidaram com muita frustração e medo. Aprenderam muito e, graças à sua persistência, chegaram onde queriam. O ano está apenas começando, e há muito o que fazer por sua carreira. Mãos à obra!

Silvio Celestino

É coach de gerentes, diretores e CEOs desde 2002. Também atende a executivos que desejam assumir esses cargos. Possui certificação e experiência internacional em coaching. Foi executivo sênior de empresas nacionais e multinacionais na área de Tecnologia da Informação. Empreendedor desde 1994.