INFOMORNING AO VIVO Eneva vai fornecer para Suzano; Cade aprova compra do Big e troca de CEO da Petrobras se prolonga

Eneva vai fornecer para Suzano; Cade aprova compra do Big e troca de CEO da Petrobras se prolonga

Sua carreira, seu sonho, sua realidade

Desenvolver a carreira é sempre um grande desafio. No início aproveitar as oportunidades faz todo o sentido, mas viver somente em função das oportunidades que aparecem pode conduzir a uma situação profissional frustrante. Adotar critérios para conduzir a própria carreira, principalmente após os 30 anos, é fundamental para o sucesso no longo prazo. Que critérios são esses? Como construir seu futuro a partir deles?

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Não é fácil conduzir a própria carreira. Afinal, que critérios usar para iniciar, desenvolver e amadurecer na profissão?

O início é o momento no qual a insegurança devora boa parte de nossa energia. Quando a primeira oportunidade surge, a abraçamos e, de oportunidade em oportunidade, de repente nos damos conta que estamos com trinta, trinta e cinco anos e… cheios de dúvidas.  Em alguns casos, infelizes. Em outros, mesmo que contentes com nossa trajetória, as perguntas não nos abandonam: e agora?

Alguns especialistas sugerem, de forma muito humana, aos jovens em início de carreira a avaliarem seus dons, suas aptidões e, acima de tudo, escolherem o que gostam de fazer. Esse critério, segundo eles, oferecem maiores possibilidades de sucesso ao profissional. Evidentemente que também sou tentado a orientá-los desse modo e afirmar que isso irá levá-los ao sucesso. Mas, esse seria o caminho mais confortável e a realidade se imporia, cedo ou tarde, na forma de desilusões, frustrações ou, então, numa vida de sobressaltos financeiros. Não que não exista quem tenha sido extraordinariamente bem sucedido através de seus talentos e aptidões, mas não são esses os critérios que geram maiores possibilidades de êxito no longo prazo.

E o sucesso no longo prazo é o mais relevante a se considerar.

Seria ótimo se o mundo fosse moldado ao nosso redor de forma a reconhecer nossos dons e facilitar os caminhos que os permitissem gerar receitas na maturidade. Então a decisão profissional seria pré-determinada e, portanto, não teríamos a liberdade de escolher o que queremos fazer: dependeríamos de um talento que fosse despertado por nosso ambiente ou por impulso próprio. Caso contrário, seríamos medíocres por toda a existência. No longo prazo, entretanto, existe um critério que gera maiores possibilidades de sucesso: o futuro.

Para adotá-lo, você deve, a todo instante, imaginar como será o mundo daqui a cinco, dez, ou vinte anos? Como estará o Brasil? E, finalmente, como será o mercado em que você trabalha, ou pretende trabalhar? Pense no papel que você desempenharia. Quais aptidões, habilidades e conhecimentos seriam necessários? Compare-os com o que você possui hoje e trabalhe a partir de agora para preencher a distância que o separa deles.

Ao agir desse modo você reduz a possibilidade de seu sonho profissional virar um pesadelo na realidade.

Mas, como fazer a leitura do futuro? Através das notícias, em especial, as que falam de dois temas básicos: tecnologia e legislação.

O desenvolvimento tecnológico é o que permite a criação de produtos e serviços que ainda não existem. É verdade que pode aprimorar os que estão disponíveis, mas concentre-se nas áreas que ainda não possuem empresas estabelecidas, ou a liderança não é clara.

Atualmente, são setores como: o desenvolvimento de terapias com organismos geneticamente modificados, energia renovável, treinamento de profissionais, desenvolvimento sustentável, biotecnologia, entre outros. Tudo aquilo que se relaciona com internet, redes sociais e atendimento ao consumidor 24h por dia, também estará em alta.

Estar atento à legislação é a segunda ação fundamental. Não basta trabalhar com uma nova tecnologia. Em muitos casos a lei deve ser modificada, ou criada, para que ela se torne economicamente viável. Os meios de pagamento por celular, por exemplo, formam um mercado promissor devido à legislação para que comecem a ser utilizados em proporções crescentes ao longo dos próximos anos. Fique de olho também nas leis de outros países pois elas afetam o mercado global. Principalmente nas legislações americana,chinesa, japonesa e alemã, que são as maiores economias do planeta.

Para desenvolver as competências que precisará nesse futuro, utilize todos os recursos possíveis: palestras, workshops, cursos, coaching, enfim, faça o que for necessário para desenvolver-se. Com isso você diminui a chance de ser surpreendido com mudanças no mercado e cria condições permanentes para liderar o que quer que venha por aí. Lembre-se, portanto, que, para ter sucesso, você tem de sair de si mesmo e olhar para o mundo.

Preparar-se para o futuro é uma atitude mais saudável e que pode, inclusive, viabilizar economicamente o desenvolvimento de suas aptidões. As vezes, para ter o que deseja é preciso fazer o que não gosta. Jamais desanime e nunca deixe de refletir e preparar-se para o futuro. Faça com que suas ações de hoje sejam determinadas por ele e não por sua experiência, aptidão, gosto pessoal, dom ou conhecimento. Vamos em frente!

Silvio Celestino

É coach de gerentes, diretores e CEOs desde 2002. Também atende a executivos que desejam assumir esses cargos. Possui certificação e experiência internacional em coaching. Foi executivo sênior de empresas nacionais e multinacionais na área de Tecnologia da Informação. Empreendedor desde 1994.