Qual é o seu plano B?

Não deixe sua vida financeira nas mãos da empresa em que trabalha e do governo. Quando um deles falha, a consequência pode ser desastrosa. Algumas pessoas não possuem um plano B de renda e não percebem os riscos que isso representa. A vida passa, aumenta o medo de que algo mude, e elas ficam inseguras, presas, até que, de repente, são demitidas e ficam perdidas.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Não deixe sua vida financeira nas mãos da empresa em que trabalha e do governo. Quando um deles falha, a consequência pode ser desastrosa. Algumas pessoas não possuem um plano B de renda e não percebem os riscos que isso representa. A vida passa, aumenta o medo de que algo mude, e elas ficam inseguras, presas, até que, de repente, são demitidas e ficam perdidas.

As crises afetam todos, mas podem e devem ser minimizadas com educação financeira. O profissional deve se interessar em aprender tudo o que for possível sobre as quatro classes de investimentos: metais preciosos, financeiros, imóveis e, principalmente, negócios. Tenha paciência para aprender e saiba que a regra 6-3-1 se aplica a todos os seus investimentos. Ou seja, de cada dez que fizer, seis lhe trarão um prejuízo de proporções épicas. Três lhe trarão muito aprendizado. E somente um lhe dará mais dinheiro do que jamais imaginou.

Portanto, nunca coloque mais do que um décimo de suas economias em um único investimento. Você estará indo contra a matemática, e isso não é o que um bom investidor faz. Aliás, esse é o erro mais comum que as pessoas cometem: colocar todo o dinheiro em um único lugar.

Lembre-se de que somos ensinados na escola, na maioria das famílias e por nossa cultura a ser somente empregados. Portanto, temos de aprender a nos tornar investidores. Isso requer muitos anos de estudo, avaliação e experiências nem sempre lucrativas e, com certa frequência, frustrantes.

 Entretanto, após um ciclo de aprendizado, o que desejamos é ter cada vez mais alternativas de renda. Não basta aumentar seu patrimônio, você precisa de fontes de renda passiva, isto é, que não dependam de sua presença para colocar dinheiro no seu bolso.

Pense como as empresas, que estão sempre em busca de novos produtos, serviços e mercados de maneira a diversificar suas vendas. Você é, de fato, um empreendimento, portanto, pense com um empreendedor. Assuma riscos e persevere.

Afinal, o mais importante é que seu futuro profissional e sua renda estejam em suas mãos. E que sua família possa ter segurança financeira criada por ações conscientes, pautadas por conhecimento, habilidades e decisões suas, e de ninguém mais.

Vamos em frente!

Silvio Celestino

É coach de gerentes, diretores e CEOs desde 2002. Também atende a executivos que desejam assumir esses cargos. Possui certificação e experiência internacional em coaching. Foi executivo sênior de empresas nacionais e multinacionais na área de Tecnologia da Informação. Empreendedor desde 1994.