Jamais desista de ter a vida que deseja

Desistir da vida que desejamos sempre é uma opção disponível. Entretanto, temos de questionar se isso é uma imposição da realidade ou uma escolha prematura de nossa parte. É desgastante quando, por maiores que sejam nossos esforços, a vida teima em ir na direção do que não desejamos. Ficamos estressados, cansados, doentes e, finalmente, paramos de lutar.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Desistir da vida que desejamos sempre é uma opção disponível. Entretanto, temos de questionar se isso é uma imposição da realidade ou uma escolha prematura de nossa parte. É desgastante quando, por maiores que sejam nossos esforços, a vida teima em ir na direção do que não desejamos. Ficamos estressados, cansados, doentes e, finalmente, paramos de lutar.

As causas dessa questão passam pela crença de que evoluir significa percorrer um caminho reto para cima, imaginar que devemos ser capazes de nos desenvolver sozinhos e desistir diante da frustração.

A solução está em evoluir em qualquer situação, mesmo se as coisas não estão acontecendo como você gostaria. Continue a aprender, refletir e agir na direção que deseja.

Em primeiro lugar, é preciso ter consciência de que a evolução humana é feita por períodos de expansão e contração. Pessoas que passam por um longo período no qual não enfrentam nenhuma crise tendem a achar que a evolução é uma rampa só de subida. Quando a contração ocorre, e ela sempre ocorre, ficam desesperadas. Principalmente, se isso acontecer já em avançada idade adulta.

Outro ponto importante é ter alguém com quem conversar a respeito de seus desejos, planos e ações. É uma pena que nossa cultura fomente a ideia do “self-made man” (aquela pessoa que se fez sozinha).

Um indivíduo que tenta se autodesenvolver levará muito mais tempo nesse processo e, provavelmente, o fará sem método. Vai chegar a conclusões equivocadas e, se uma crise demorar a acontecer em sua vida, achar que é mais esperto que a realidade. Como consequência, em geral, o sucesso o levará ao orgulho, e o orgulho, ao fracasso.

Sem alguém maduro a seu lado, o ego toma conta das palavras e ações e turva a visão da realidade. Por isso, ter um coach, mentor ou conselheiro é uma sábia decisão daqueles que buscam evoluir com serenidade e propósito elevado.

Por último, reflita se é você ou sua frustração que está decidindo quando desistir. Para alcançar grandes objetivos, tenha um plano para dois, cinco e dez anos. Cuidado com nossa cultura, que tem a tendência de fazê-lo pensar como empregado, na qual a recompensa pelo trabalho ocorre a cada 30 dias. Esse é um tempo curto demais para criar estruturas sólidas de conhecimento, maturidade e consciência que levem você à vida que deseja.

O importante é que você evolua sempre. Isso significa aprender nos bons e nos maus momentos. Não importa quanto tempo durem.

Acima de tudo, ao ter consciência da vida que deseja, vá atrás dela e nunca, nunca, nunca desista!

Vamos em frente!

Silvio Celestino

É coach de gerentes, diretores e CEOs desde 2002. Também atende a executivos que desejam assumir esses cargos. Possui certificação e experiência internacional em coaching. Foi executivo sênior de empresas nacionais e multinacionais na área de Tecnologia da Informação. Empreendedor desde 1994.