Adeus ano velho…

...E feliz ano novo! O blog faz um pequeno balanço de fim de ano e deseja a todos um feliz Natal.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Daqui a um dia vai completar quatro meses que publiquei meu primeiro blog por aqui. Para mim, parece que foi ontem. É sério. Comecei devagar, como quem chega numa casa nova e tem que arrumar tudo, tirar as coisas das caixas, organizar armários, se apresentar aos vizinhos, deixar tudo pronto pra receber as visitas… Quer dizer, leitores.

É verdade, um blog é como uma casa. E toda a decoração, o que eu publico aqui, é para que vocês se sintam confortáveis e queiram voltar. Dar a cada leitor uma informação útil, relevante. Ironicamente, para essa casa eu não posso contratar um seguro.

O objetivo do blog é mostrar como funciona o mercado de seguros, seus detalhes, tirar dúvidas sobre um negócio que pode influenciar fortemente a vida de cada um de nós. Apesar de todo mundo já ter ouvido que prevenir é melhor que remediar, no Brasil ainda não há uma cultura de seguros realmente forte, falta o entendimento de que a contratação de seguros é investimento em prevenção.

Nesses quase quatro meses, já falamos bastante de seguros de carro, a importância do perfil, lei do desmanche, seguros populares e terminamos o ano com os seguros de viagem. Afinal é tempo de festas e férias. Dentro do possível, com um tantinho de humor e até algumas citações, tentando deixar mais leve um tema bem complicado.

Pois 2015 está chegando e ainda há muitos e muitos pontos a abordar, posso prometer que não vai faltar assunto no ano novo. Sinceramente, para marcar o Natal, gostaria de dar um presente para cada um que passou por aqui neste ano. Mas não dá pra entrar numa livraria ou loja de CDs (ainda existem lojas de CDs?) e comprar um vale presente. Mas preparem-se, não estamos nada longe de poder presentear um amigo ou alguém da família com um “vale-seguro”. Não acredita? Então prepare-se.

A todos, deixo o meu desejo de um Natal feliz e de paz, e um ano novo repleto de realizações. Com trocadilho, que 2015 seja mais feliz e seguro que 2014. E pra terminar, um trecho de Jorge Benjor: “olha aí meu bem, prudência e dinheiro no bolso, canja de galinha não faz mal a ninguém”. Mais seguro, impossível.

Nos vemos no ano que vem.

Rafael Monsores