STF quer passar mensagem política de “preocupação” em reunião

Legislativo e Judiciário – alvos de críticas nas manifestações de ontem e em declarações de Bolsonaro – querem mostrar que estão agindo com responsabilidade diante da gravidade da situação

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
(Crédito: Nelson Jr./STF)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, convocou uma reunião com autoridades dos três Poderes para esta segunda-feira (16), em Brasília. O objetivo oficial é ouvir diretamente do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as orientações sobre a pandemia causada pelo coronavírus.

A mensagem política que a reunião pretende passar é de preocupação com as consequências econômicas e para o sistema de saúde a partir do aumento de casos da Covid-19.

Legislativo e Judiciário – Poderes alvo de críticas nas manifestações de ontem e em declarações do presidente Jair Bolsonaro – querem mostrar que estão agindo com responsabilidade diante da gravidade da situação.

PUBLICIDADE

Além de Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidentes das casas legislativas, o advogado-geral da União, André Mendonça, e o procurador-geral da República, Augusto Aras, participam do encontro.

De acordo com pessoas próximas, após a reunião, o presidente do STF deve decidir sobre a suspensão das sessões da corte e emitir orientações para os demais ramos do Judiciário.

XP Política