VENDAS DE CARROS DESPENCAM 11% EM JUNHO

Breve resumo do desempenho das vendas de veículos no primeiro semestre deste ano.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

O mês de junho encerrou  com volume de 302,9 mil carros vendidos, retração de 11% sobre o mesmo mês do ano passado quando tivemos 340,5 mil carros vendidos. Tivemos a diminuição de aproximadamente 38 mil carros.

Em volume de faturamento, estimamos que neste mês foram comercializados R$ 13,373 bilhões em veículos leves contra R$ 14,896 bilhões do mês de junho de 2012. Ou seja, neste mês que passou, venderam-se  R$ 1,5 bilhão a menos que o mesmo período do ano passado.

Esse decréscimo nas vendas está atrelado ao início das alíquotas “zeradas” de IPI que  começaram naquele mês (junho/2012) e,  consequentemente, vivemos um “período de euforia” que impulsionou  fortemente as vendas nos meses de junho, julho e agosto de 2012.

Neste primeiro semestre, tem-se  1,71 milhão de carros vendidos contra 1,63 milhão dos primeiros seis meses do ano anterior, crescimento nas vendas de 4,7%.

Mas,  apesar deste “crescimento”, o setor registrará nos próximos dois meses perdas significativas. Como já registramos, nos meses de julho e agosto de 2012 o mercado vivia o seu “boom” e,  somente naqueles dois meses, foram  760 mil veículos vendidos. As nossas perspectivas apontam para uma demanda entre 640 a 655 mil veículos nos próximos dois meses.  Ou seja, no final de agosto, o mercado registrará perdas acumuladas na ordem de 2,5%.

Outro segmento que está “ladeira abaixo”,  é o de motocicletas. Com 125 mil motocicletas vendidas em junho, o setor registrou perdas de 6% sobre junho de 2012, onde teve  133 mil motos comercializadas. No acumulado deste primeiro semestre,  o setor de duas rodas registra volume de vendas de 750 mil veículos contra 860 mil do primeiro semestre do ano passado, retração de 12,7% ou diminuição de 110 mil motos a menos vendidas.

Se as vendas de veículos leves e motocicletas apresentam queda, o segmento de veículos pesados (caminhões e ônibus) está  em trajetória oposta! Com 15,7 mil veículos pesados vendidos em junho, o setor registrou alta de 25,6% sobre o mesmo período do ano passado, onde registrou-se  vendas de 12,5 mil veículos. No primeiro semestre deste ano temos a comercialização de 91,1 mil caminhões e ônibus contra 85,2 mil sobre o acumulado dos primeiros seis meses de 2012. A diferença de “apenas”  seis mil veículos  entre um semestre e outro pode parecer pouco,mas em volume de vendas corresponde por incremento de R$ 1,67 bilhão.

No decorrer desta semana exploraremos mais os resultados do setor automotivo neste primeiro semestre, as mudanças de Share, com a volta da Renault para a quinta posição e o crescimento avassalador da Scania e Volvo no segmento de caminhões.

Raphael Galante

Raphael Galante é economista, trabalha no setor automotivo há mais de 20 anos e atua como consultor na Oikonomia Consultoria Automotiva.