INVESTINDO NA BOLSA ATRAVÉS DOS INDICADORES DO SETOR AUTOMOTIVO

Reflexão das informações sobre setor automotivo brasileiro que podem ser utilizadas no mercado de ações.
Por  Raphael Galante
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

No nosso post anterior, explicamos “um pouquinho” sobre o crescimento que o setor de veículos pesados (caminhões, ônibus e máquinas agrícolas) registra neste ano.

Neste primeiro semestre, tivemos um aumento nas vendas desses tipos de veículos superior a R$ 5 bilhões, se comparado com o primeiro semestre do ano passado.

O ponto aqui é que este segmento está crescendo e impulsionando toda uma cadeia produtiva que vem atrás dele. E, considerando a atual “instabilidade” da bolsa queremos colocar aqui algumas visões que talvez possam dar uma luz para os investidores:

SEGMENTO DE ÔNIBUS – O mercado de ônibus está sendo uma grata surpresa! Em geral, as vendas de ônibus possuem um ciclo de quatro anos. A grosso modo, as vendas de ônibus possuem a seguinte oscilação:

  1. ANO 1 – Ano eleitoral (municípios): vendas crescem em média 15%;
  2. ANO 2 – Pós-eleição: vendas apresentam retração média de 12%;
  3. ANO 3 – Vendas apresentam oscilação média de -2% a 4%;
  4. ANO 4 – Ano pré-eleitoral: vendas apresentam crescimento médio de 8%.

 

Acontece que o nosso “ano 1” foi 2012 e, teoricamente, este seria o “ano 2”, onde as vendas despencariam. Contudo, não é o que está ocorrendo! Devido a mudança de motorização dos caminhões e ônibus em 2011 tivemos algumas antecipações de compras. Mas o fato mais importante que está aumentando e aumentará a demanda por ônibus é o programa “Caminhos da Escola” do Governo Federal. Deveremos ter um aumento na demanda de ônibus no final deste ano e com certeza para 2014. O grande ponto aqui é que as empresas que fazem a carroceria dos ônibus estão no seu limite. Em geral, trabalham com  uma fila de espera que varia de 90 a 150 dias. Ou seja, se eu comprar um chassi de ônibus hoje, existe a grande possibilidade de eu colocá-lo para rodar efetivamente entre os meses de outubro e novembro. Neste caso, empresas cotadas em bolsa que trabalham neste ramo (como a MARCOPOLO, por exemplo) poderiam ser olhadas com mais carinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

SEGMENTO DE CAMINHÕES – Como já dissemos no nosso post anterior, o mercado de caminhões está evoluindo bem. Algumas marcas (como a Scania), dobraram o seu volume de vendas neste primeiro semestre. Além disso, um dos caminhões mais vendidos este ano é o R440 da Scania com valor próximo a R$ 350 mil e capacidade de carga por volta de 60 toneladas. Se está ocorrendo forte investimento em caminhões pesados e extra-pesados, para o transporte de cargas, “quase que obrigatoriamente” existe a compra/investimento do implemento rodoviário que fará o transporte de cargas. As vendas de caminhões apresentam crescimento de quase 6,5%. Já as vendas das três principais fabricantes de implementos rodoviários (Randon, Guerra e Facchini) apresentam evolução, neste primeiro semestre, de 26%. Neste caso, temos a RANDON como empresa listada na Bolsa de valores.

OUTRAS EMPRESAS – Além disso, existem outras empresas (cotadas em bolsa) que estão aproveitando este bom momento. Temos a IOCHPE-MAXION que é fabricante de chassis e rodas e também a AUTOMETAL, que atua na área de Estamparia, Pintura e Plástico.

O grande ponto é que a maioria destas empresas dependem do segmento de veículos pesados, e este segmento é que apresenta tendências mais positivas para os próximos anos; ao contrário de veículos leves e motocicletas.

Por fim, lembrando apenas que somos uma empresa focada no setor automotivo, e estamos colocando aqui apenas um conceito que achamos interessante. Para maiores detalhes, consulte o site das empresas que apontamos ou procure a sua corretora.

Raphael Galante Economista, atua no setor automotivo há mais de 20 anos e é sócio da Oikonomia Consultoria Automotiva

Compartilhe

Mais de O mundo sobre muitas rodas