AND THE WINNER IS….

Neste fim de ano, vamos verificar quais foram os subsegmentos que mais cresceram nos últimos anos?

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

O ano de 2013 está chegando ao fim e, apesar de registrarmos retração nas vendas, existem alguns subsegmentos que apresentaram bons desempenhos. Já outros…

OS PERDEDORES:

O segmento de CARROS DE ENTRADA foi o que teve as maiores perdas neste ano. Aqui a derrocada deu-se em veículos como o GM/Celta, o Ford/Ka e Fiat/Uno Mille. Boa parte dos veículos desta categoria tiveram a sua produção diminuída para darem espaço à produção de outros veículos. Da mesma forma, os subsegmentos dos HATCH e SEDAN MÉDIOS, registraram perda de 16% e 11% respectivamente, neste ano. A queda nas vendas destes subsegmentos está atrelada a uma série de reformulações que estes veículos sofreram ao longo deste ano.

Um dos subsegmentos que “morreram” foi o das SW MÉDIAS, onde aqui o grande expoente era o Renault/Megane e o VW/Jetta Variant. No caso do carro da Renault, este possuía bom volume de vendas para os PNE (portadores de necessidades especias), mas foi descontinuado no final de 2012, início de 2013. Já o Jetta acabou sofrendo bastante com as mudanças na regulamentação do IPI e, só neste ano, sofreu perdas de 85%.

OS GANHADORES:

Os principais ganhadores deste ano foram os HATCH e SEDAN PEQUENOS. A derrocada dos carros de entrada deu-se em grande parte pela migração desses consumidores para o segmento de HATCH PEQUENOS. E os consumidores de HATCH PEQUENOS migraram para o segmento de SEDAN PEQUENO, que é a migração natural. Num mercado que está retraindo-se 1,6%, o segmento de Hatch está crescendo quase 8% e o de Sedan 6%.

Outros segmentos que tiveram bom desempenho foram os da SUV: +16,5% e, apesar do modesto crescimento das PICAPES PEQUENAS (1%), mencionamo-las, uma vez que tivemos a saída da excelente picape da Ford/Courier, o abandono geral da Peugeot/Hoggar. Este segmento cresceu devido ao sucesso de vendas que é a Fiat/”pato” Strada.

 

A tabela abaixo exemplifica melhor o crescimento/perda nas vendas de cada subsegmento:

 

Raphael Galante

Raphael Galante é economista, trabalha no setor automotivo há mais de 20 anos e atua como consultor na Oikonomia Consultoria Automotiva.