Radar Top Traders: Análise Gráfica Semanal

Tendências e oportunidades: o que dizem os gráficos para a semana.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Olá investidor!

A semana começa com o vencimento de opções, sinônimo de volatilidade extra para o pregão. 

  • No exterior, a temporada de balanços nos Estados Unidos, juntamente com desdobramentos na China e Grécia serão os principais market movers. 
  • No mercado doméstico, o ajuste fiscal seguirá na pauta mesmo durante o recesso parlamentar.
  • A crise política entre planalto e câmara será monitorada de perto pelos investidores.
  • A agência Moody’s poderá rebaixar o rating do Brasil nos próximos dias.
  • O Ibovespa fechou quase na mínima da semana.
  • O gráfico diário mostra que a média móvel exponencial de 21 períodos atuou como resistência na semana anterior.
  • A perda de 52.550 acendeu a luz amarela para os compradores.
  • Se houver perda da LTA tracejada no gráfico teremos luz laranja.
  • A luz vermelha e sinal forte de queda virá na perfuração de 51.130, projetando 49.190 como primeiro objetivo.
  • Somente o rompimento de 53.500 seria um sinal concreto e confiável de alta para o curto prazo.
  • Fundamentos internos e fluxo cambial negativo nas últimas semanas tornam mais provável uma trajetória de baixa para o curto prazo.

 

  • O gráfico diário do míni-dólar, contrato WDOQ15, mostra inclinação altista guiada por uma LTA tracejada no gráfico.
  • Sexta-feira houve rompimento de 3.191,500, suporte imediato em caso de correção e potencial ponto de compra.
  • Médias móveis cruzadas e inclinadas para cima.
  • Alvo de curto prazo em 3.270 e acima desse mira 3.282.

 

Como destaques da semana entendo que duas ações mostram-se especialmente interessantes para a compra. A primeira é BEEF3.

  • Nas últimas duas semanas consolidou suporte na região de 10,59, topo anterior que atuou como piso pela inversão de polaridade da análise gráfica.
  • Houve forte volume nos dias de alta e volume mais baixo nos dias de baixa, o que mostra maior apetite comprador.
  • O rompimento de 11,68 confirmaria um pivô de alta capaz de jogar a ação em 12,79 ou mesmo 14,06 no médio prazo, uma ótima opção para quem busca investimento em um ativo com bons fundamentos e com gráfico favoráveis.

 

A segunda é CIEL3.

  • A ação está em tendência de alta no longo, médio e curto prazos. Desenhando topos e fundos ascendentes.
  • Fez um movimento clássico da análise gráfica.
  • Rompeu a máxima histórica em 43,28.
  • Subiu e marcou nova máxima em 45,18.
  • Voltou para buscar suporte  fazendo mínima em 43,24, típico movimento de pull back.
  • Respeitou a região como suporte e voltou a subir, rompendo novamente a máxima histórica (45,18).

 

Siga a tendência, ela é sua maior aliada na bolsa de valores. Invista em empresas com bons fundamentos, de preferência que apresentem lucros consistentes. Deixe os lucros fluírem, para ter ganhos relevantes somente surfando a grande onda.

Uma ótima semana e bons investimentos.

Para receber diariamente o “Cenário do Mercado” por Wagner Caetano, assine a Newsletter na Mira do Trader!

[hubspot formid=””]

Wagner Caetano de Souza