AO VIVO CVM reconsidera decisão sobre dividendos do Maxi Renda (MXRF11); acompanhe análise

CVM reconsidera decisão sobre dividendos do Maxi Renda (MXRF11); acompanhe análise

Bill Gates sobre a Internet em 1995

Hoje muita gente se pergunta: “Ok, o Bitcoin é inovador, revolucionário, etc., mas o que posso fazer com bitcoins? Para que ele serve na prática?” Esse tipo de indagação assemelha-se muito às infindáveis dúvidas que as pessoas tinham com relação à internet lá em 1995. A própria noção de uma rede global de computadores gerava estranhamento e suspeitas.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Hoje muita gente se pergunta: “Ok, o Bitcoin é inovador, revolucionário, etc., mas o que posso fazer com o Bitcoin? Para que serve na prática?”

Esse tipo de indagação assemelha-se muito às infindáveis dúvidas que as pessoas tinham com relação à internet lá em 1995. A própria noção de uma rede global de computadores gerava estranhamento e suspeitas.

Com isso em mente, vale a pena assistir o trecho da entrevista de Bill Gates no programa do David Letterman naquele ano de 1995.

Transcrevo parte da conversa nostálgica:

David Letterman: “E que tal essa coisa da internet? Você conhece algo sobre isso?”

Bill Gates: “Claro.”

DL: “Mas que diabos é isso exatamente?”

BG: “Bem, é um lugar para as pessoas publicarem informação. Todo mundo pode ter a sua página pessoal, empresas estão lá compartilhando informação, muita cosia está acontecendo. Você pode enviar correio eletrônico às pessoas. É realmente a grande ‘coisa nova’.”

DL: “É fácil criticar algo que você não entende completamente, como é a minha posição aqui, mas eu me lembro que há pouco tempo atrás houve um grande anúncio, que iriam transmitir um jogo de baseball, que você poderia ouvir um jogo de baseball no seu computador e eu pensei comigo mesmo ‘será que não ouviram falar do rádio’?”

BG: “Há uma diferença. Há uma grande diferença. Você pode escutar quando você quiser.”

DL: “Ah, sim, entendo. Mas, hmm, e gravadores, você já ouviu falar deles?”

______________

Troque a palavra internet por Bitcoin e as discussões parecerão extremamente atuais.

Há pouco menos de 20 anos, quando a internet surgia na sua forma comercial, pouca gente conseguia prever as mais diversas aplicações que iriam surgir. Ninguém imaginava um Google, Facebook, Twitter, eBay, AirBnB, etc.

Aliás, ninguém nem sequer imaginava por que precisávamos de uma rede mundial de computadores se poucos possuíam em suas casas um computador pessoal. Afinal, qual era a utilidade de uma rede global como essa?

Não tardou muito e as pessoas e as empresas passarão a entender e tirar proveito das enormes utilidades da rede mundial de computadores. E assim as inovações vieram, e ninguém, hoje, seria capaz de negar os enormes avanços que a internet nos trouxe.

Acredito que o Bitcoin esteja no mesmo patamar. É uma invenção revolucionária. E é até difícil prever as implicações e as possibilidades dessa nova tecnologia. Deixo apenas um conselho: esperem o inesperado, esperem ser surpreendidos.

Quem quiser imaginar um pouco desse futuro não pode perder a Labitconf 2014 Rio, Conferência Latino-Americana de Bitcoin, dias 6 e 7 de dezembro no Rio de Janeiro. Nos vemos no Rio!

Fernando Ulrich

Fernando Ulrich é Analista-chefe da XDEX, mestre em Economia pela URJC de Madri, com passagem por multinacionais, como o grupo ThyssenKrupp, e instituições financeiras, como o Banco Indusval & Partners. É autor do livro “Bitcoin – a Moeda na Era Digital” e Conselheiro do Instituto Mises Brasil