Combustível para reflexão

O que realmente prejudica é algo muito maior e que infelizmente pouco se fala: IMPOSTOS, INEFICIÊNCIA e MONOPÓLIO, e a horrível combinação dos três.
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

A PETROBRAS anunciou lucro de R$6,9 bilhões no primeiro trimestre de 2018. Esta foi a manchete em todos os lugares do mundo. Poderia também ter sido: brasileiros amargam prejuízo a cada gota de combustível. Esta é a verdadeira notícia que nos interessa saber, pensar e resolver.

A política de preços da PETROBRAS de reajustes diários, apesar de não agradar, ainda é melhor do que a política populista anterior de congelamento artificial dos preços gerando prejuízo à Companhia. O que realmente prejudica é algo muito maior e que infelizmente pouco se fala: IMPOSTOS, INEFICIÊNCIA e MONOPÓLIO, e a horrível combinação dos três.

Diante da INEFICIÊNCIA dos governos em diminuir os gastos públicos nos últimos anos, a alíquota de IMPOSTO (PIS/COFINS) já tinha aumentado de R$0,3816 para R$0,7925 no litro da gasolina (aumento de 107%) e de R$0,2480 para R$0,4615 (aumento de 86%) no litro do diesel. Isso tudo além do retorno da CIDE – Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico – cobrando mais R$0,10 no litro da gasolina e R$0,05 no litro do diesel.  Se já não fosse o bastante, ainda temos mais um IMPOSTO no combustível: o ICMS que é estadual e tem percentuais diferentes para cada estado.

Neste aspecto inclusive, vale exemplificar o Estado do Rio de Janeiro, que é um estado produtor de petróleo com duas refinarias, e possui a maior alíquota de ICMS na gasolina do país (34%), que turbina a sua arrecadação. No entanto, não é preciso dizer muito quando vemos a prisão de governantes, a crise da segurança pública e o desarranjo das contas públicas. Temos a verdadeira demonstração de INEFICIÊNCIA do governo.

Por falar em refinarias, vale dizer que hoje existe um MONOPÓLIO da PETROBRAS no refino de petróleo no Brasil, e quando se é o único a fazer algo e não existe concorrência, fica fácil ditar os preços, atender a demanda e anunciar lucro: mesmo com ociosidade do parque produtivo, refinarias paradas e obras superfaturadas.

Neste contexto fica claro que a INEFICIÊNCIA dos Governos (Federal e Estadual), combinada ao aumento de IMPOSTOS e a existência de MONOPÓLIO sempre gera prejuízo ao cidadão. Não importa se você é empresário ou trabalhador: no final todos nós brasileiros pagamos essa conta.

 

Rafael Ottaiano é empresário, graduado em Direito e Engenharia Civil, e associado honorário do Instituto de Formação de Líderes de São Paulo (IFL-SP).

IFL - Instituto de Formação de Líderes O Instituto de Formação de Líderes de São Paulo é uma entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo formar futuros líderes com base em valores de Vida, Liberdade, Propriedade e Império da Lei.

Compartilhe

Mais de IFL-Instituto de Formação de Líderes

IFL-Instituto de Formação de Líderes

Qual o papel da Lei e do Estado?

Que tipo de qualidade de vida você e sua família teria se pudesse ter mais liberdade de escolher para onde vão os frutos das suas faculdades (do seu trabalho), que atualmente são espoliados pelo Estado em forma de impostos para gastos que não necessariamente estão alinhados com as suas necessidades?