Mesada – dar ou não dar?

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Percebendo a dificuldade que os pais e familiares têm em entender o papel da mesada e a dúvida que ficam se devem ou não dar às crianças e jovens essa quantia mensal, tive a ideia de fazer um material que pudesse dar uma base melhor sobre o tema, e aí surgiu meu novo livro Mesada não é só dinheiro – Conheça os 8 tipos e construa um novo futuro (Editora DSOP).

Trazendo uma abordagem e visão diferenciadas, defendo a ideia de que mesada não incentiva o consumo, como muitos pensam; na verdade, ela é uma ótima ferramenta para educar financeiramente essa geração. E o grande segredo é que, além disso, esse assunto pode – e deve – ser associado a questões como sustentabilidade, meio ambiente, consumo consciente e outros temas que auxiliam na boa formação do indivíduo.

A família, claro, tem um papel fundamental nesse processo, para garantir que a criança/jovem receba esse valor com bastante orientação, para que gaste e administre de maneira consciente. No entanto, a escola também divide essa responsabilidade, oferecendo toda a base para a formação de uma sociedade sustentáveis financeiramente no futuro.

PUBLICIDADE

E a melhor maneira de conseguir um trabalho conjunto das duas instituições mais importantes na vida de uma pessoa – família e escola – é ensinando educação financeira em sala de aula, já com crianças do Ensino Infantil, a partir dos três anos, idade em que já começam a ter desejos. Mas a mesada, propriamente dita, entendemos que é saudável começar a partir dos sete ou oito anos.

Mas é muito importante que a educação financeira já seja um hábito na família, para que não haja conflito entre o que se aprende na escola e o que se vê em casa. Essa relação do dinheiro com a criança começa a ser direta, quando ela ganha uma mesada, seja ela Ecológica, Econômica, Empreendedora, Financeira, de Terceiros, de Troca, Social ou Voluntária – os oito tipos de mesada que abordarei em meu lançamento.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), autor de vários livros e criador da Metodologia DSOP de Educação Financeira.