Absenteísmo pode ser causado por problemas financeiros

A educação financeira é a saída para problemas como o absenteísmo nas empresas.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

 

As faltas no trabalho podem ser causadas por diversos motivos e um deles é a falta de motivação, que, por sua vez, em muitos casos, advém da falta de controle da vida financeira. As empresas, na tentativa de resolver essa questão, acabam aplicando punições – como descontos no salário –, provocando a baixa produtividade, o que, na verdade, só piora ainda mais a situação.
 
Uma maneira efetiva de solucionar esse assunto é mostrar aos funcionários a importância de serem educados financeiramente e promover um programa dentro da empresa nesse sentido. A iniciativa é simples, muito eficaz e pode ser aderida por meio da Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT), evento obrigatório organizado todo ano pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) em conjunto com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT).
 
A desmotivação por conta dos problemas financeiros é algo muito comum, até porque, a população não teve acesso à educação financeira ao longo da vida escolar e muito menos na fase adulta. Então, transmitir aos colaboradores esse conhecimento, além de ajudá-los pessoal e profissionalmente, também tem um reflexo na família dessas pessoas, que acabarão aprendendo e adquirindo um novo hábito com relação ao uso e à administração do dinheiro. 
 
Auxiliar o funcionário na busca pelo controle de suas finanças fará com que ele mude o seu comportamento com relação aos seus ganhos e entenda que é possível viver com o salário que ganha, fazendo com que a confiança e a autoestima aumentem e as reclamações e o absenteísmo se tornem cada vez menos frequentes; até porque, um dos pilares da educação financeira é o sonho, fator que motiva as pessoas.
 
Dessa forma, as empresas estarão solucionando parte dos problemas com os colaboradores, otimizando os resultados, proporcionando um ambiente de trabalho e, de quebra, ajudando a mudar uma geração de pessoas consumistas e imediatistas em indivíduos mais conscientes e sustentáveis.

Reinaldo Domingos

Reinaldo Domingos é presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), autor de vários livros e criador da Metodologia DSOP de Educação Financeira.