4 dicas para o investidor iniciante no franchising

Investir em uma franquia exige cuidados e quando se é um franqueado pela primeira vez, essa atenção deve ser redobrada. Confira quatro dicas para não ter surpresas com o desempenho do seu negócio.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Um dos principais atrativos das franquias para os empreendedores é a maior segurança que esse tipo de investimento oferece ao empresário. Trata-se de um modelo de negócios que já foi testado, teve resultados positivos e está sendo replicado por meio da empresa franqueadora. Ainda assim, investir em uma franquia exige cuidados e quando se é um franqueado pela primeira vez essa atenção deve ser redobrada. 

Confira quatro dicas para não ter surpresas com o desempenho do seu negócio.

1) Prever diferentes cenários de mercado
 
Um erro comum cometido por alguns empresários é prever apenas o cenário otimista para o negócio. Esse excesso de confiança pode induzir o franqueado a fazer uma análise inadequada da situação de mercado e da evolução da sua própria operação. O ideal é que o franqueado trabalhe com três panoramas diferentes: conservador, pessimista e otimista.

2) Valorizar o know-how adquirido pela franqueadora
 
A premissa do franchising é que o franqueado se beneficie de todo o know-how adquirido pela franqueadora  com sua experiência de operação do negócio. Portanto é vantajoso respeitar os processos e regras da franqueadora em prol do bom desempenho da operação.

3) Dedicar-se ao negócio
 
A participação ativa do empreendedor na franquia contribui para melhorar a performance da unidade. Nos primeiros dois anos de operação é importante haver um envolvimento maior do franqueado com a gestão da franquia, para que sua unidade possa se firmar no mercado e conquistar clientes, a fim de atingir o resultado projetado.

4) Fazer o marketing local
 

A franqueadora é quem executa o marketing institucional e padroniza o uso da marca e as ações de comunicação ao longo do ano.  Já o marketing local é uma atribuição do franqueado e funciona como uma ferramenta valiosa para estreitar o relacionamento com os clientes. Quando bem executado, o marketing local é uma peça-chave para geração de negócios e para o aumento da rentabilidade da operação. 

 

Essas são minhas dicas para os novos franqueados e para aqueles que estão querendo investir em uma franquia. Ótimos negócios pra você!

Lyana Bittencourt