Robin Williams fez US$ 5 bilhões com seus filmes; relembre os 10 mais marcantes

Ator colecionou sucessos em sua carreira, alternando entre filmes dramáticos e grandes comédias, pelas quais ficou realmente conhecido

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A semana começou de forma triste para o mundo. A repentina morte de Robin Williams aos 63 anos, chocou amantes de cinema e fãs em todo o planeta. Com uma versatilidade pouco vista em Hollywood, o ator conseguiu misturar em sua extensa carreira – são cerca de 100 produções entre séries e filmes – personagens dramáticos e engraçados. Com isso, Williams encerra sua carreira com US$ 5,2 bilhões em lucro com seus filmes.

Segundo o site Mojo – que compila dados de arrecadação de filmes nas bilheterias -, apenas nos EUA, Williams conseguiu US$ 3,2 bilhões, enquanto no mundo a quantia aumenta em mais US$ 2 bilhões – sem reajuste com inflação. E essa quantia ainda pode aumentar, já que o ator deixou 3 filmes ainda não lançados nos cinemas.

Entre eles está a terceira parte de “Uma Noite no Museu”, onde ele faz o papel do ex-presidente Teddy Roosevelt. Além disso, a Fox já estava se preparando para a realização da continuação do filme de 1993, “Uma Babá Quase Perfeita”, que naquele ano arrecadou US$ 441 milhões. Mais recentemente, Williams estrelou “The Crazy Ones” pela CBS, série que foi cancelada após a primeira temporada.

Carreira
Após participar de pequenas produções na televisão, Robin Williams estreou no cinema na adaptação de Popeye, como o personagem principal. Conhecido por fazer stand-up comedies, o ator começou a ficar realmente famoso com a série “Mork & Mindy”, que foi ao ar entre 1978 e 1982. A partir deste momento, Williams seria conhecido por suas atuações cômicas, sem nunca deixar de dar uma complexidade para cada personagem.

Entre seus maiores sucessos está “Bom Dia Vietnã”, de 1987. Neste, que pode ser considerado um dos papéis mais marcantes de sua carreira, Williams interpreta um DJ que serve no exército dos EUA durante a guerra e começa a mudar completamente a vida dos soldados ao comandar a rádio do acampamento.

Depois disso, Williams marcaria diversas gerações com seus sucessos. Entre os grandes papéis por qual é lembrado estão a Senhora Doubtfire de “Uma Babá Quase Perfeita”, o professor John Keating, de “Sociedade dos Poetas Mortos”, ou mesmo o clássico “Peter Pan”, repaginado em uma versão onde o ator fazia Peter, um homem que se esqueceu de sua infância e que está a ponto de abandonar a família pelo trabalho.

Mas nem só de comédias viveu Robin Williams. Apesar de transitar entre a comédia e o drama, seus papéis em “O Homem Bicentenário” e “Gênio Indomável” foram tão reconhecidos quanto seus personagens engraçados, com destaque para este segundo filme, no qual ele acabou premiado com o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Nos anos 2000, apesar de não tão lembrado, Williams teria uma grande atuação como o vilão de “Insônia”, de Christopher Nolan – que futuramente iria dirigir a trilogia do Batman.

Pouco lembrado pelos brasileiros, o ator ainda tem grande participação em animações como “Happy Feet – O Pinguim”, mas como dublador seu maior trabalho foi em “Aladdin”, onde fez o papel do Gênio.

Nos último anos, Robin Williams estava realizando menos trabalhos e tendo um menor destaque do que como era nos anos de 1990. O ator lutava contra a depressão, doença que afeta o cerébro e que, no fim, pode ter levado o ator a tirar a própria vida – ainda não foi confirmado o suicídio. Williams deixou 4 filhos, sendo um adotado do casal Dana Reeve e Christopher Reeve (ator conhecido por representar o Superman nos cinemas).

Veja 10 dos filmes mais marcantes da carreira de Robin Williams:

1) Bom Dia Vietnã (1987)

Bom Dia Vietnã

Considerado um dos papéis mais marcantes de sua carreira. Williams interpreta um DJ que serve no exército dos EUA durante a guerra e começa a mudar completamente a vida dos soldados ao comandar a rádio do acampamento.

2) Sociedade dos Poetas Mortos (1989)

Sociedade dos Poetas Mortos

Conta a história de um professor de poesia nada ortodoxo, John Keating, em uma escola preparatória para jovens, na qual predominavam valores tradicionais e conservadores. Esses valores traduziam-se em quatro grandes pilares: tradição, honra, disciplina e excelência. Com o seu talento e sabedoria, Keating inspira os seus alunos a perseguir as suas paixões individuais e tornar as suas vidas extraordinárias.

3) Hook: A Volta do Capitão Gancho (1991)

Hook

Dirigido por Steven Spielberg, o filme conta a história de um advogado que não dá muita atenção para seus filhos, chamado Peter Banning. Em uma viagem para Londres, suas crianças são sequestradas por um homem que se autodenomina Capitão Gancho. A partir daí, Peter parte para uma jornada na Terra do Nunca, onde vai redescobrir seu passado como Peter Pan, um garoto que liderava os Garotos Perdidos que não queria envelhecer.

4) Aladdin (1992)

Aladdin

Pouco lembrado pelos brasileiros, que costumam assistir animações em português, Williams é muito lembrado no exterior pela dublagem do Gênio da lâmpada.

5) Uma Babá Quase Perfeita (1993)

Uma Babá Quase Perfeita

Um dos papéis por qual ele é mais lembrado. No filme ele interpreta Daniel Hillard, um sujeito que se veste de mulher para ficar mais perto dos filhos, em uma atuação que equilibra o drama do pai com o jeito engraçado da babá.

6) Jumanji (1995)

Jumanji

Ainda com momentos engraçados, este filme tem maior foco na aventura e na ação. Em Jumanji, o ator faz o papel de Alan Parrish, um cara que se vê preso em um jogo cheio de monstros e bizarrices.

7) Gênio Indomável (1997)

Gênio Indomável

Ao lado de de Matt Damon e Ben Affleck, Robin Williamsfez o papel do professor Sean Maguire, que vê no personagem de Damon um estudante rebelde e genial e tenta ajudar seu paciente a superar seus problemas pessoais para se tornar a grande pessoa que pode ser. Williams ganhou o Oscar de Ator Coadjuvante por este papel.

8) Patch Adams – O Amor é Contagioso (1998)

Patch Adams

O carisma de Robin Williams foi levado ao hospital na pele de Patch Adams – O Amor é Contagioso. Baseado em fatos reais, o filme mostra o nada ortodoxo método de tratamento do médico Patch Adams, que usava a alegria e o bem estar como forma de curar os pacientes, o que no futuro viria a ser tornar o grupo conhecido como “doutores da alegria”.

9) Amor Além da Vida (1998)

Amor Além da Vida

Um dos papéis mais dramáticos do ator. Chris Nielsen (Williams), Annie e seus filhos consideram-se uma família feliz. Mas de forma inesperada os filhos morrem num acidente e Annie, em especial, fica muito abalada com o acontecimento. Quatro anos depois, eles retomam as suas vidas, mas de novo a família é abalada pela morte de Chris num acidente e a sua alma vai para o Paraíso. Chegando lá começa a ter várias surpresas agradáveis, infelizmente depois de alguma alegria, ele fica a saber que a sua mulher Annie, desesperada pelo seu sofrimento, tinha cometido suicídio.

Chris vai então, em busca dela em uma jornada espiritual baseada na descrita por Dante Alighieri em sua obra mais famosa A Divina Comédia , mesmo a saber que ela não o reconhecerá. Mas como ele sempre dizia a todos da família “nunca desista” chegou a hora de pôr em prática, desta forma tendo o filme um final surpreendente.

10) O Homem Bicentenário (1999)

Homem Bicentenário

Robin Williams personificou um robô em O Homem Bicentenário, filme de Chris Columbus – que viria a dirigir um filme de Harry Potter -, baseado no conto de Isaac Asimov. O ator vive um robô que de tanto conviver com humanos, começa a ter características inerentes a estes seres.

Rodrigo Tolotti

Repórter de mercados do InfoMoney, escreve matérias sobre ações, câmbio, empresas, economia e política. Responsável pelo programa “Bloco Cripto” e outros assuntos relacionados à criptomoedas.

Leia também